inteligencia-artificial-na-medicina

Inteligência artificial na medicina: saiba como revolucionar o atendimento da sua clínica!

A inteligência artificial na medicina (ou simplesmente AI) traz inúmeros benefícios para a melhoria da qualidade de vida e bem-estar dos pacientes. As principais aplicações revolucionam a rotina médica de clínicas e o cuidado personalizado para cada paciente. A inteligência artificial aplicada na medicina já é uma realidade! Quer entender como utilizá-la para melhorar o atendimento aos pacientes? Continue com a gente!

A inteligência artificial (AI) veio para mudar a forma como o médico se relaciona com os seus pacientes. De certo modo, a chegada da AI na área da saúde trouxe incontáveis benefícios, entre eles estão o auxílio no diagnóstico de doenças e a precisão no tratamento. 

Em poucas palavras, a Inteligência Artificial é um campo de estudo da Ciência da Computação que visa criar dispositivos capazes de reproduzir a capacidade humana de pensar e resolver problemas. 

Além disso, vale ressaltar a contribuição da inteligência artificial para a medicina diagnóstica. Desse modo, o seu uso em exames radiológicos pode ser mais preciso do que o diagnóstico de um médico, pois a AI compara diversos exames anteriores num grande Banco de Dados

Como você já deve ter uma ideia, a tecnologia popularizou cada vez mais o acesso à saúde, com a ajuda da telemedicina, da emissão de laudos online e até mesmo com a receita médica digital, hoje, o médico pode alcançar pacientes até nas regiões mais remotas do país.

Não seria diferente com a Inteligência Artificial (AI), já que promover o acesso à saúde, melhor qualidade de vida e  bem-estar para os seus pacientes sempre foi o seu objetivo, não é mesmo?

Logo de início, todos esses conceitos podem assustar, mas, não se desespere! Neste post você entenderá tudinho sobre a aplicação de Inteligência Artificial na Medicina!

Quer saber como revolucionar a experiência do seu paciente oferecendo um atendimento, além de eficiente, mais humano? Continue a leitura e descubra como transformar o atendimento em sua clínica ou consultório médico!

Como a inteligência artificial pode ajudar na medicina?

A importância da Inteligência Artificial para a medicina não se resume apenas à utilização de máquinas para prevenir, diagnosticar e tratar doenças. Não se engane! A parceria entre medicina e tecnologia tem rendido bons frutos. 

Essa tecnologia auxilia o médico na tomada de decisão, pois é capaz de armazenar e processar dados com muita rapidez, além de buscar as melhores condutas terapêuticas numa vasta bibliografia.   

Assim, para a biomedicina, a inteligência artificial aplicada à medicina possibilita o diagnóstico precoce da Doença de Alzheimer (DA) usando análise de redes cerebrais. Ou seja, informações fornecidas por dados de exames radiológicos podem detectar alterações no tecido cerebral em fases iniciais da DA. 

E não é só isso, veja que incrível saber de antemão os níveis de glicose no sangue usando sensores vestíveis! Pesquisadores da NIBIB mostram que, com a AI, é possível controlar o nível de glicose no sangue utilizando o aprendizado de máquina, em inglês, Machine Learning com a tecnologia wearables.

Falando nisso, a AI tem a capacidade de analisar dados, auxiliar o médico no diagnóstico correto e a sugerir a melhor conduta terapêutica para o paciente. Isso porque a máquina consegue acessar uma infinita quantidade de informações em diversas bibliografias!

Benefícios da Inteligência Artificial (AI) na medicina:

Segundo o NIBIB (National Institute of Biomedical Imaging and Bioengineering), as aplicações da Inteligência Artificial na Medicina para aperfeiçoamento do atendimento médico são:

  1. Radiologia: a capacidade da AI de analisar dados e imagens ajuda a detectar pequenas mudanças que, muitas das vezes, podem passar despercebidas pelo médico. 

  2. Imagem: a AI também ajuda a visualizar como um paciente ficará após uma cirurgia de fenda palatina, por exemplo. 

  3. Telessaúde: com a ajuda de alguns dispositivos médicos, é possível monitorar o paciente e prever quaisquer alterações fisiológicas como, por exemplo, uma crise de asma. 

  4. Cuidado Clínico: um dos principais focos da AI é o apoio à decisão médica. Ou seja, ajudar o médico a chegar a melhor conduta terapêutica com base em análise de dados de saúde e histórico médico.

E, não para por aí!

Dica do post: Como a tecnologia aplicada à saúde já é uma realidade, que tal ficar por dentro de todas as ferramentas tecnológicas e implementá-las na sua clínica médica? Clique aqui e baixe o e-book sobre Novas Tecnologias Aplicadas às Clínicas!

Principais áreas da Inteligência Artificial na medicina:

O princípio da Inteligência Artificial possibilita a máquinas, ou seja, sistemas de computadores, o aprendizado de tarefas do cotidiano de clínicas e consultórios, como a medicina diagnóstica. 

Com esse aprendizado, os sistemas não precisam mais que os humanos insiram os dados, já que tais sistemas automatizados fazem isso por si só. Do mesmo modo que, há alguns anos, as máquinas aprendiam a jogar xadrez e jogo de damas, hoje, com os avanços tecnológicos, esse cenário se revolucionou. 

Conheça agora as principais áreas de atuação da AI na medicina:

  1. Machine Learning, ou aprendizado de máquina:

O Aprendizado de Máquina já é bem conhecido por todos nós, afinal, as redes sociais são um belo exemplo do trabalho dos algoritmos. Para a saúde, consiste em um algoritmo de computador que foi desenvolvido para analisar dados e, a partir desses dados, realizar previsões.  

  1. Neural Networks, ou redes neurais:

As Redes Neurais são sistemas da computação que, através de nós interconectados, se assemelham aos neurônios do cérebro humano. Ou seja, por meio de neurônios “artificiais”, os sistemas imitam os sistemas nervosos biológicos.

Sendo assim, as redes neurais artificiais são usadas com eficácia para reconhecer e prever padrões de sinais neurais envolvidos na função cerebral.

  1. Deep Learning, ou aprendizado profundo:

O Deep Learning é capaz de aprender a partir de grandes quantidades de dados complexos e não estruturados. Ao mesmo tempo que está presente em assistentes virtuais controlados por voz, podemos observar o seu uso até em veículos que não precisam de motorista, isso não é incrível?!

O que esperar da Inteligência Artificial na medicina?

As principais vantagens no uso desta tecnologia na medicina impactam diretamente a qualidade de vida e bem-estar dos pacientes. Isso significa que novos rumos serão tomados daqui para frente com o foco em melhorar a vida dos pacientes!

Além disso, a AI é tão benéfica para a clínica quanto para o paciente. Afinal, auxilia na gestão médica, oferecendo melhores decisões diagnósticas e de negócios, como também no tratamento individual de cada um. 

 

Gostou do nosso conteúdo? Se você quer saber mais sobre tecnologia na saúde não deixe de conferir os temas que separei especialmente para você! Vem ver!

1. Dados digitais em clínicas: como garantir a segurança de dados médicos?

2. Saúde Digital no Brasil: fique por dentro desta estratégia!

3. Qual a principal diferença entre telessaúde e telemedicina?

4. Prescrição médica digital: vá além do consultório!

5. Tecnologia em medicina: inovação e tecnologia

Perguntas frequentes:

O que é Inteligência Artificial na medicina?

A Inteligência Artificial é um campo de estudo da Ciência da Computação que visa criar dispositivos aptos a reproduzir a capacidade humana de pensar e resolver problemas. Na medicina, auxilia o médico na prevenção, no diagnóstico e no tratamento de doenças.

Quais são os benefícios da Inteligência Artificial na medicina?

A Inteligência Artificial na medicina visa facilitar o cotidiano de clínicas e consultórios oferecendo inovação e eficiência nos processos mais complexos na vida de um médico. Um exemplo é o uso de sistemas para analisar imagens com o intuito de prevenir doenças.

Quais as aplicações da Inteligência Artificial na medicina?

A Inteligência Artificial (AI) popularizou cada vez mais o acesso à saúde, com a ajuda da telemedicina, da emissão de laudos online e até com a receita médica digital, hoje, o médico pode alcançar pacientes até nas regiões mais remotas do país.

Este site utiliza cookies para otimizar a sua experiência de navegação!