gestao clinica

Gestão de Clínica Médica: como organizar a sua clínica em 3 passos

Qual a maior dificuldade da gestão médica?

A gestão médica é o principal desafio de médicos gestores. Para muitos, uma boa gestão clínica precisa apresentar bons resultados, além de alavancar os lucros da empresa

Gerenciar uma clínica é uma atividade que requer habilidades e competências de gestão como acontece em todo negócio.

Entretanto, a gestão médica vai além do financeiro, sendo obrigatória, também, na agenda médica e em outras áreas da sua clínica.

Muitos profissionais de sa√ļde ‚Äď especialmente m√©dicos, dentistas e psic√≥logos ‚Äď t√™m relatado suas dificuldades em tornar seu empreendimento mais eficiente, atraente e lucrativo.

Isso tem a ver com a capacidade para se conciliar a atividade m√©dica com as a√ß√Ķes de um empreendedor.

Os principais problemas enfrentados na gestão médica têm a ver com o absenteísmo, a fidelização dos pacientes, melhoria na eficiência e no controle dos exames e solução de problemas de comunicação entre a equipe.

Para encorajar você a se aperfeiçoar nessa área, veja os três passos que não podem ser esquecidos quando se trata de organizar seu consultório ou clínica.

Levando gestão de clínica médica a sério:

1) Conheça seus pacientes

O foco de um consultório ou clínica é cuidar de pessoas, ou seja, todos os processos devem estar voltados para um atendimento mais humanizado.

Para manter médicos e pacientes conectados e para criar um ambiente mais acolhedor.

Para isso, seus pacientes precisam se sentir em casa. Para isso, você vai precisar de um bom controle de agendamento de consultas.

Uma área de recepção bem cuidada e com visual agradável contribui para que seus pacientes se sintam confortáveis. Além disso, quando o pessoal da recepção é bem orientado e age de modo atencioso.

Isso ajuda aos seus pacientes a se sentirem mais acolhidos. Portanto, o ambiente e o relacionamento da equipe demonstram a qualidade da gestão médica.

Desse modo, há, também, aqueles problemas comuns em rotinas de uma clínica.

Por exemplo: voc√™ sabe quantos pacientes est√£o na fila de espera para o atendimento? Qual o √≠ndice de cancelamentos em √ļltima hora? Quais m√©dicos t√™m vaga para encaixes de emerg√™ncia?

S√£o quest√Ķes cuja solu√ß√£o envolve um certo esfor√ßo de treinamento, planejamento e organiza√ß√£o.

2) Controle suas finanças

Mais do que nunca, você deve cuidar bem do seu dinheiro.

Existem algumas pr√°ticas comuns que acabam com qualquer plano de gest√£o, inclusive nos estabelecimentos de sa√ļde. N√£o misture gastos pessoais e do consult√≥rio.

Esse é o primeiro passo para o descontrole e para a falta de apuração de lucros e custos reais.

Você também vai precisar encontrar formas de facilitar o registro, o planejamento e a análise das finanças de seu negócio.

Deve se certificar de que sua atividade está realmente sendo lucrativa e se você é devidamente recompensado por isso.

Uma clínica é um negócio e, como tal, precisa de estratégias de gestão financeira adequada.

Como fazer isso? Facilite a criação de índices cadastrando uma base e elaborando planilhas de fornecedores, contas pagas, receitas e faturamento.

Isso ajudará você a saber quanto lucrou, quanto deve reinvestir e o quanto faltou para fechar o mês!

S√£o itens essenciais para que todo empreendedor se certifique se sua atividade est√° dando bons resultados.

3) Treine sua equipe

Seu pessoal de apoio, principalmente no atendimento ao p√ļblico, √© o seu melhor e mais imediato cart√£o de visita.

Portanto, eles devem estar com mais disposição para atender aos pacientes com respeito e atenção!

Um dos fatores que causam estresse para secretárias e atendentes é a rotina dos registros e controles de agendas, planilhas e relatórios.

Afinal, lidar com prontuários, emissão de guias de convênios e controle de cartão de crédito são algumas das tarefas que promovem desgaste emocional e alteram o humor dos trabalhadores.

Como são atividades que envolvem dedicação de tempo, você vai precisar de um sistema informatizado para auxiliar.

Atualmente, o mercado está repleto de programas e softwares que facilitam a vida de uma clínica. Logo, o problema é saber relacionar custo e benefício para que não arranje um problema maior.

Gest√£o de cl√≠nica m√©dica sem complica√ß√Ķes?

Lembre-se, se estamos pensando em informatizar a clínica, é bom fugir de coisas complicadas e cheias de exigências de infraestrutura.

Quando o assunto é gestão médica, quanto mais simples, melhor.

Pesquise algo online, com tecnologia na nuvem, para facilitar o seu acesso e dos outros profissionais que trabalham com você.

Dica do post: voc√™ j√° sabe a import√Ęncia de automatizar a sua cl√≠nica para garantir uma gest√£o de cl√≠nicas m√©dicas mais eficiente? Clique aqui e baixe gratuitamente o nosso e-Book com dicas para automatizar a sua cl√≠nica hoje mesmo!!

Perguntas frequentes:

Como criar uma boa recepção em clínicas?

Uma área de recepção bem cuidada e com visual agradável contribui para que seus pacientes se sintam confortáveis. Além disso, quando o pessoal da recepção é bem orientado e age de modo atencioso, isso ajuda aos seus pacientes a se sentirem mais acolhidos. O ambiente e o relacionamento da equipe demonstram a qualidade da gestão médica.

Como melhorar a gestão médica?

Se estamos pensando em informatizar a clínica, é bom fugir de coisas complicadas e cheias de exigências de infraestrutura. Quando o assunto é gestão médica, quanto mais simples, melhor. Pesquise algo online, com tecnologia na nuvem, para facilitar o seu acesso e dos outros profissionais que trabalham com você.

Qual a import√Ęncia da tecnologia para a medicina?

Não é segredo que a intenção de se utilizar a tecnologia na medicina é melhorar a qualidade de vida das pessoas. Com tantos avanços, 61% dos médicos utilizam a tecnologia para otimização de consultas e observação de pacientes, além de 38% utilizarem softwares para gestão de tarefas em clínicas.

Este site utiliza cookies para otimizar a sua experiência de navegação!