Categorias
Marketing Médico

Como melhorar a experiência do paciente em clínicas?

Melhorar a experiência do paciente é essencial para conquistá-los, fidelizá-los e aumentar a lucratividade do seu negócio. Quer entender um pouco mais? Continue a leitura! 

Você sabe qual a importância da experiência do paciente para clínicas médicas?

A experiência do paciente é um conjunto de ações que visam melhorar a experiência do cliente com os serviços prestados na sua clínica. Em outras palavras, é toda a interação que o paciente tem com o seu negócio. Portanto, melhorar a experiência do paciente consiste em estratégias eficazes para conquistar, fidelizar e aumentar a lucratividade da sua clínica! 

Com a alta competitividade do mercado em saúde, os pacientes estão cada vez mais exigentes com os serviços adquiridos. Certamente, isso não seria diferente para a rotina de clínicas e consultórios. 

Antes de mais nada, é preciso estar atento a toda a jornada do paciente em clínicas para entregar um atendimento que gere valor ao seu paciente. Ou seja, qual o impacto que o atendimento da sua clínica tem sobre o seu paciente? É positivo ou negativo?

E mais: oferecer uma experiência positiva em saúde para os pacientes parece complicado à primeira vista. Em virtude disso, um atendimento mais ágil e seguro deve ser a prioridade da sua clínica!

Primeiramente, é importante entender que, com as estratégias adequadas, você consegue alcançar a excelência em atendimento e entregar uma experiência memorável para os seus clientes. 

Quer entender como entregar uma experiência inesquecível para os seus pacientes? Continue a leitura e descubra como essa estratégia pode aumentar a lucratividade da sua clínica! 💲💲

O que é a experiência do paciente?

O Beryl Institute define a experiência do paciente como “a soma de todas as interações, moldadas pela cultura de uma organização, que influenciam as percepções do paciente em todo o processo de atendimento.

A princípio, a experiência do cliente nada mais é do que um conjunto de ações que influenciam a interação do paciente durante toda a sua jornada na sua clínica. Sem dúvida, valorizar a opinião dos seus pacientes é crucial para um relacionamento pautado em respeito e acolhimento.

Mas, para isso, é necessário contar com toda a sua equipe, principalmente a recepção, por ser o primeiro contato que o paciente tem com a sua clínica. Já que, inicialmente, a sua recepção é a porta de entrada para os clientes.

Para isso, você pode aplicar ações pontuais para entender do que o seu paciente precisa. Uma vez que, durante a sua jornada na clínica, quaisquer ações podem influenciar a percepção do seu cliente referente a sua clínica.

Qual a importância da experiência do paciente?

Um dos princípios do Beryl Institute é “reforçar que a ação focada na experiência gera resultados clínicos positivos, resultados financeiros sólidos e lealdade clara do consumidor”. Diante disso, fica evidente a importância de aplicar essa estratégia na rotina do seu negócio.

Dessa maneira, a “sólida reputação na comunidade, ampla equipe e envolvimento do paciente /família” ajudará a sua clínica a impactar positivamente o atendimento médico, focando na humanização da relação médico-paciente. 

De tal forma, tais questões são muito importantes para identificar pontos de melhoria e traçar estratégias de marketing eficazes para garantir a satisfação dos seus consumidores.

Ainda assim, investir na experiência do paciente é o primeiro passo para sair na frente da concorrência e, assim, manter uma gestão clínica de resultados.

Agora, você sabe quais são os principais pilares da experiência do cliente? Os principais pilares de um atendimento mais humano, focado na experiência do paciente são: 

  1. Acessibilidade
  2. Agilidade
  3. Inovação
  4. Inclusão
  5. Colaboração

Principais estratégias para alcançar a excelência nos atendimentos médicos:

Tenha uma boa gestão da sua sala de espera: 

Você deve ter em mente que, um dos principais motivos de insatisfação em clínicas é a demora no atendimento. Pensando nisso, reduzir o tempo de espera terá um impacto positivo na experiência do paciente com a sua clínica. 

Ofereça múltiplos canais de atendimento:

Resumidamente, os seus pacientes gostam de agilidade e praticidade. Nesse sentido, oferecer múltiplos canais de atendimento auxilia a clínica a ampliar o relacionamento com os seus clientes.

Em síntese, utilize o Whatsapp para a confirmação de consultas, um software médico para agendamento online, entre outras ferramentas tecnológicas importantíssimas para uma gestão de clínicas eficiente. 

Mantenha a organização da sua recepção:

A recepção de clínicas vai muito além de um espaço físico no qual os seus pacientes aguardam atendimento. Pelo contrário, é um local de acolhimento e cuidado que deve ser levado em consideração nas suas estratégias de gestão clínica. 

Invista na humanização do atendimento. 

Acima de tudo, a experiência do paciente e o cuidado centrado na pessoa são estratégias essenciais para qualquer gestor de clínicas atrair, engajar e fidelizar seus pacientes. 

Em poucas palavras, o atendimento humanizado é responsável por ampliar o relacionamento entre médico e paciente. Ou seja, o acolhimento e o respeito são indispensáveis para oferecer um atendimento individualizado e único para cada cliente.

Perguntas frequentes:

Como melhorar a experiência do paciente?

Em primeiro lugar, mantenha a recepção da sua clínica alinhada com os valores que você deseja entregar para os pacientes. Pelo fato de a recepção ser a porta de entrada do seu negócio, foque em estratégias para otimizar essa área tão importante da sua clínica.

Quais as vantagens em melhorar a experiência do paciente em clínicas?

A principal vantagem da melhoria na experiência do paciente é o aumento na lucratividade da clínica, visto que pacientes satisfeitos são fidelizados com facilidade e voltam a fazer negócios com a sua clínica frequentemente.

Experiência do paciente: o que é?

A princípio, a experiência do cliente nada mais é do que um conjunto de ações que influenciam a interação do paciente durante toda a sua jornada na sua clínica.

Categorias
Gestão Financeira

Quais são os principais indicadores de desempenho para clínica médica?

Os indicadores de desempenho para clínicas são muito importantes para avaliar as melhores estratégias. Além disso, os indicadores de desempenho são ferramentas de gestão presentes em qualquer empresa, um bom gestor deve identificar todos os pontos em que o seu negócio precisa de melhorias.

 

Você sabe quais são os principais indicadores de desempenho para clínicas médica e como utilizá-los no seu negócio? Continue a leitura e fique por dentro de tudo!

 

Para gerir um negócio, seja ele qual for, o conhecimento sobre os indicadores financeiros é essencial.  Aliás, um bom gestor deve identificar todos os pontos em que o seu negócio precisa de melhorias. Por isso, os indicadores de desempenho são muito utilizados. 

 

A princípio, os indicadores de desempenho para clínicas são ferramentas de gestão presentes em qualquer empresa. Certamente, você vai perceber que eles também fazem parte da rotina de clínicas e consultórios, auxiliando na busca por melhores resultados.

Tais indicadores vão auxiliar você no desenvolvimento e acompanhamento dos serviços que são efetuados na clínica, incluindo consultas, exames e até mesmo a venda de produtos. 

Em poucas palavras, a finalidade dos indicadores de desempenho para clínicas passa pelos seguintes pontos:

 

Manter você atento aos processos da clínica;

– Saber em tempo real como andam os seus negócios;

– Acompanhar as métricas da sua clínica;

– Garantir a saúde do seu financeiro;

– Impulsionar ainda mais o seu negócio. 

 

Este texto foi pensado especialmente para quem quer aprender a identificar, analisar e aplicar os indicadores de desempenho para melhorar a gestão financeira da sua clínica médica. 

Continue a leitura e descubra!

Vamos começar?

O que são indicadores de desempenho para clínicas?

Para gerir um negócio, seja ele qual for, o conhecimento sobre os indicadores de desempenho é fundamental. Por isso, os indicadores funcionam como medidas de performance, com métricas capazes de fornecer números reais para analisar resultados. 

 

Resumindo, são ferramentas capazes de mensurar resultados de estratégias aplicadas em seu negócio em determinado período de tempo. Com isso, você consegue visualizar resultados, identificar em quais áreas está errando e apostar em melhorias, além de verificar como anda a gestão da sua clínica.

Como analisar os indicadores de desempenho?

Os indicadores de desempenho para clínicas são os meios que te ajudam a alcançar as suas metas, visto que para que os indicadores de desempenho possam contribuir para o crescimento do seu negócio, é necessário alinhá-los com o planejamento estratégico. 

 

E não é só isso, ter em mente quais são os seus objetivos são fundamentais para definir as melhores estratégias para alcançar as suas metas. Desse modo, será muito mais simples mensurar os resultados obtidos. 

Ainda assim, com o objetivo em mente, você precisa selecionar alguns tipos de KPI’s (Key Performance Indicator) para colocá-los em prática e alcançar os objetivos desejados. Conheça alguns:

 

  • Produtividade:  em resumo, está relacionado a produtividade do seu time de colaboradores, sendo essencial investir no crescimento da sua equipe. 
  • Qualidade: em poucas palavras, relaciona-se com o indicador de produtividade, pois está diretamente ligado a qualidade do atendimento prestado por você.
  • Estratégicos: em síntese, auxiliam você na tomada de decisões, além de mensurar quais áreas necessitam de melhorias.   

 

Não é novidade que o desempenho da sua clínica, em números, é importante também para garantir um atendimento de qualidade aos seus pacientes. Ao mesmo tempo que aumenta a chance de fidelização de pacientes, atrai novos clientes para sua clínica. 

 

Por isso, a análise constante é tão primordial, pois te ajuda a impulsionar o seu empreendimento a uma alta performance, preocupado não apenas com o lucro, mas sim com o bem-estar dos seus pacientes. 

Principais indicadores de desempenho financeiro para clínicas?

Os principais indicadores, ou seja, aqueles que estarão mais presentes no dia a dia da clínica, são os medidores de lucratividade e rentabilidade. 

Além disso, você também pode medir a satisfação dos pacientes, a taxa de permanência do paciente em sua clínica, absenteísmo e tempo de espera.

Lembre-se de que, ao utilizar as KPI’s (Key Performance Indicator) para mensurar seus resultados, é necessário escolher aquelas que tem a ver com o seu negócio. 

 

Estes indicadores são, em unanimidade: 

  • Lucratividade: tem relação direta com o lucro obtido das vendas, ou atendimentos, realizados em determinado período;
  • Rentabilidade: relaciona-se diretamente com o lucro obtido através de investimentos;
  • Estrutura de Capital: está ligado às dívidas do seu negócio e se a sua receita consegue cobrir todas elas sem haver prejuízo;
  • Liquidez: verifica a disponibilidade do seu orçamento de determinado período em cobrir com despesas financeiras futuras; se o valor consegue quitá-las em um período mais curto de tempo;
  • Atividade: auxilia na transformação das suas contas em vendas.

Metas e indicadores de desempenho para garantir a experiência do cliente:

1. Satisfação dos pacientes

Você sabe como garantir a satisfação dos pacientes? Apesar de complicado, algumas ações pontuais podem oferecer uma boa experiência para o paciente. Garantindo, assim, a sua satisfação e, posteriormente, a fidelização.

Desse modo, gerenciar bem a fila de espera, oferecer boas opções de pagamento e ter agilidade nos processos impacta positivamente o olhar que o seu paciente tem sobre o seu negócio.  

Não se esqueça de elaborar pesquisas de satisfação ou aplicar o NPS na sua clínica ou consultório para identificar possíveis melhorias nos seus atendimentos!

2. Tempo de espera


Uma das principais causas de insatisfação em clínicas é o tempo de espera para realizar um atendimento médico. Diante disso,
é indispensável avaliar e garantir uma boa gestão da sua sala de espera. 

Como você mesmo já sabe, entender os principais gargalos e corrigi-los é a maneira mais eficaz de evitar uma dor de cabeça no futuro!

3. Taxa de permanência

Este indicador de desempenho está relacionado a faltas em atendimentos ou desistência em tratamentos. Portanto, pesquisar sobre as causas de desistências e absenteísmo na sua clínica, pode te ajudar a melhorar a experiência do paciente e reduzir os buracos na agenda. 

Se você identificar que a taxa de permanência é baixa, é preciso investir em maneiras para reverter a situação, seja melhorando a experiência do paciente ou acompanhando de perto seu histórico de agendamento e tratamentos.

Perguntas frequentes:

Como analisar indicadores de desempenho?

Ter em mente quais são os seus objetivos são fundamentais para definir as melhores estratégias para alcançar as suas metas. Feito isso, será muito mais simples mensurar os resultados obtidos.

Quais são os indicadores de desempenho?

Os principais indicadores, ou seja, aqueles que estarão mais presentes no dia a dia da clínica, são os medidores de lucratividade e rentabilidade. Além disso, você também pode medir a satisfação dos pacientes, a taxa de permanência do paciente em sua clínica, absenteísmo e tempo de espera.

Como analisar o desempenho de uma clínica?

Os indicadores funcionam como medidas de performance, com métricas capazes de fornecer números reais para analisar resultados. Para gerir um negócio, seja ele qual for, o conhecimento sobre os indicadores de desempenho é fundamental.

Categorias
Marketing Médico

Marketing digital para clínicas médicas

Já pensou na possibilidade de aumentar a receita da sua clínica, além de diminuir os buracos na agenda médica? Com o marketing digital para clínicas médicas isso se torna realidade, afinal, é uma excelente estratégia para atrair mais pacientes e fidelizar os que já existem!

Alcançar mais pacientes é o objetivo de qualquer clínica médica. Quer saber como sair na frente dos concorrentes? Então, este post é para você!

Foi-se o tempo em que os pacientes escolhiam uma clínica médica por influência de estratégias do marketing tradicional, como propagandas televisivas, anúncios em outdoor, banners e catálogos. Com o crescimento e acessibilidade da internet, o marketing digital para clínicas médicas é o grande responsável por levar um paciente a se consultar em sua instituição ou na do seu concorrente.

Se você ainda tem dúvidas sobre a eficácia do marketing digital para a área da saúde, nós podemos te dar uma certeza: clínicas que não investem nessa estratégia raramente são encontradas e têm maior dificuldade para atrair, encantar e fidelizar pacientes.

Isso porque a forma de encontrar informações e escolher o local e o médico para se consultar evoluiu; e se você não se adaptar a essa nova realidade acaba ficando para trás.

Como funciona o marketing para clínicas médicas?

O marketing para clínicas médicas tem como objetivo desde impactar mais pessoas em sua área de atuação até fidelizar pacientes com mais facilidade e eficiência. Diferente de outros segmentos do mercado que enxergam pessoas como clientes, o marketing em saúde é muito mais delicado, afinal estamos falando do que temos de mais precioso: a saúde.

No marketing médico, cada ser humano deve ser visto como um paciente, e não como um cliente, devendo ser tratado de maneira única e individualizada. E ainda: o principal objetivo do marketing médico não deve ser vender um produto ou serviço, mas levar informação relevante e de qualidade para ajudar as pessoas a cuidarem da sua saúde, bem-estar e qualidade de vida.

Mas afinal, como funciona o marketing para clínicas médicas? Basicamente, por meio de canais e ações no meio digital que visam aumentar a sua visibilidade e autoridade no seu nicho. Quanto mais as pessoas souberem que você domina aquele assunto, mais elas perceberão você como especialista e, assim, você conseguirá atingir seus objetivos com mais facilidade, seja aumentar o número de consultas, fidelizar pacientes, etc

Publicidade na saúde: qual o limite do marketing médico?

Se o marketing digital para empresas de diferentes segmentos deve ser ético e responsável, quando falamos em marketing em saúde, essa preocupação deve ser ainda maior. Mais uma vez: estamos falando de pacientes que têm questões a resolver e precisam solucioná-las, preferencialmente com uma assistência de qualidade e humanizada.

Por isso, a saúde do paciente deve ser sempre a maior preocupação do marketing médico. E isso implica em diversas regras estabelecidas pelo Manual de Publicidade Médica do Conselho Federal de Medicina que delimitam o que é permitido e o que é proibido dentro do marketing em saúde. Conhecer todas as regras é o passo inicial para você planejar e desenvolver suas estratégias. 

Saiba quais são as principais proibições:

  • publicar fotos de antes e depois;
  • garantir, prometer ou insinuar bons resultados do tratamento;
  • abordar o tema médico com sensacionalismo;
  • divulgar tratamentos ainda não comprovados cientificamente;
  • se autopromover em entrevistas;
  • anunciar aparelhagem que lhe atribua capacidade privilegiada;
  • usar expressões adjetivadas tais como “o melhor”, “o mais eficiente”, “o único capacitado”.

Quais as melhores estratégias de marketing médico?

As estratégias de marketing digital para a área da saúde podem ser resumidas em três pilares essenciais: conteúdo, social e relacionamento. São dessas principais vertentes que você deve desdobrar e estruturar uma estratégia completa que irá trazer os resultados esperados.

Para colocar os pilares de conteúdo, social e relacionamento em prática existem algumas estratégias indispensáveis:

Site: criar um site profissional atrativo, com dados de contato, informações técnicas e conteúdos relevantes é fundamental para você ser encontrado e aumentar sua autoridade. Para isso, é importante que ele seja otimizado e responsivo.

Blog: dentro do seu site, é praticamente obrigatório ter uma página de blog. É por meio dele que você vai divulgar conteúdos relevantes para atrair e encantar seu público-alvo, além de aumentar suas chances de ser encontrado (desde que você use as técnicas corretas de SEO).

Redes sociais: são o canal perfeito para distribuir seu conteúdo, divulgar dicas, novidades e informações relevantes sobre seu segmento além de permitir a interação com seu público de forma dinâmica, estreitando a proximidade e criando uma relação de confiança.

E-mail marketing: é uma estratégia fundamental para entregar o conteúdo certo, no momento certo e para a pessoa certa. É um importante canal para ser utilizado no pós-consulta, com o objetivo de manter o relacionamento e fidelizar pacientes.

Mídia paga: os anúncios pagos do Google ajudam a sua instituição a ser encontrada por usuários que realizam uma busca específica; já os anúncios das redes sociais ajudam a impactar uma audiência maior e segmentada.

Canais de atendimento online: ferramentas como o e-mail, chats e, sobretudo, o WhatsApp são fundamentais para atender o paciente com agilidade, além de promover uma maior sensação de proximidade.

Inbound marketing na área da saúde

O inbound marketing é uma metodologia de marketing digital orientada para atrair e encantar o paciente de maneira estratégica e fazer com que ele realize a ação desejada em um momento futuro. Diferente do marketing tradicional, também chamado de marketing de interrupção, o inbound marketing não é invasivo, mas sim atrativo.

Nessa metodologia, não é você quem vai até o paciente, é ele quem vem até você. Isso acontece por meio da produção de conteúdo especializado para entregar informação adaptada às preferências do seu público-alvo, ou seja, é totalmente focada nos interesses do paciente.

O grande objetivo não é fazer com que ele se torne seu paciente de imediato, mas conduzi-lo pela jornada do paciente para que ele se sinta preparado e confiante para realizar uma consulta, tratamento ou procedimento médico em sua clínica.

Quer conferir mais dicas de marketing em saúde? Acompanhe-nos no Facebook e Instagram!

Material escrito por: Bruna Rezende
Coordenadora de Desempenho da E-Saúde Marketing, agência especializada na área da saúde, guiada pelo lema “Ajudando pessoas a cuidarem da saúde”, executa estratégias éticas e eficazes de marketing para clínicas, hospitais, laboratórios e outras organizações do segmento de saúde.

Perguntas frequentes:

Como melhorar o marketing da minha clínica?

Para melhorar o marketing da sua clínica é preciso definir metas e investir em planejamento estratégico, afinal, para alcançar suas metas você precisará de um plano bem elaborado, a fim de atrair mais pacientes e melhorar os resultados da sua clínica médica.

Como saber se a publicidade médica é permitida pelo Conselho Federal de Medicina (CFM)?

Comunicar-se com os pacientes tornou-se fundamental para a relação médico-paciente. Por isso, o médico pode realizar publicidade médica desde que não viole as regras estabelecidas pelo CFM na resolução 1974/11.

Qual a importância em investir no marketing para a minha clínica?

Com o crescimento em competitividade na área da saúde, sair na frente dos concorrentes garante bons resultados para a sua clínica. Assim sendo, o Marketing Digital, além de melhorar a presença online, fica responsável por atrair e fidelizar pacientes.

Categorias
Marketing Médico

5 vantagens em usar o CRM para consultórios!

O CRM (Customer Relationship Management), também conhecido como Gestão de Relacionamento com o Cliente, é uma ferramenta que vai te ajudar a melhorar o relacionamento com os seus pacientes, oferecendo a possibilidade de acompanhar de perto toda a jornada do paciente na sua clínica. Além disso, utilizando o CRM para consultórios, você pode analisar, mensurar e potencializar os seus resultados financeiros!

O marketing de relacionamento é o primeiro passo para fidelizar os seus pacientes! Quer entender como o CRM para consultórios pode potencializar os seus resultados? Fique com a gente e descubra!

Antes de qualquer coisa, o CRM (Customer Relationship Management), também conhecido como Gestão de Relacionamento com o Cliente, é uma estratégia indispensável se o seu objetivo é melhorar a sua relação com os seus pacientes e, consequentemente, fidelizá-los. 

Se você já passou pela situação de se esquecer a data de uma consulta médica em consultório, por exemplo, fica mais fácil compreender a falta que a confirmação de consulta pode fazer na rotina do seu paciente.

Mas, não é só o paciente que é afetado por uma má gestão de relacionamento, a clínica também perde, afinal, se o paciente não comparece à consulta, o horário fica vago e não será gerado nenhuma receita com esse atendimento.

Com isso, o CRM nada mais é do que garantir uma boa gestão do relacionamento entre a sua clínica e o seu paciente, de modo que seja possível fidelizá-los e fazendo com que eles retornem à sua clínica com mais frequência. Afina, clientes satisfeitos são muito mais rentáveis!

Se você quer saber como o CRM para consultórios pode potencializar os seus resultados financeiros, continue a leitura, neste artigo você vai encontrar o passo a passo para implementar essa ferramenta valiosa na sua clínica médica!

Como aplicar o CRM para consultório?

Antes de mais nada, o CRM (Customer Relationship Management) é uma ferramenta estratégica de relacionamento amplamente utilizada no mercado. Mas, não é só isso, o CRM também pode ser utilizado em ações de marketing, como disparo de e-mails, por exemplo.

Por outro lado, devido a alta competitividade existente no mercado de saúde, o CRM pode fazer a sua clínica sair na frente dos concorrentes, mostrando a qualidade dos serviços prestados no seu negócio e como a sua clínica coloca os pacientes em primeiro lugar. 

Mas, o que é preciso para aplicar o CRM no seu consultório?

A princípio, ferramentas tecnológicas são boas aliadas para a rotina médica. Em suma, o prontuário eletrônico desempenha o papel de reunir as informações do paciente, como e-mail, telefone, nome completo, por exemplo.

Com todas essas informações, você vai precisar de um software de gestão para médicos que seja responsável por disparar e-mails, mensagens de confirmação de consulta, pesquisa de satisfação, etc.

 Item essencial para pensar todos os processos e como isso influencia na experiência que o seu paciente tem desde o momento em que chega à sua clínica. 

Outras possibilidades de um CRM na sua clínica médica são:

  • Segmentação dos pacientes por necessidades;
  • Manter o contato do paciente para ações de marketing, por exemplo;
  • Atração e fidelização de pacientes;
  • Gestão eficiente da agenda, diminuindo o absenteísmo.

📚 Dica de leitura: Você já conhece o livro “O jeito Disney de encantar os clientes?” do Disney Institute? É uma ótima leitura para entender a importância de encantar os seus clientes com um atendimento que seja a solução e não mais um problema.

Qual é o melhor CRM para consultório?

Dê preferência para os softwares médicos com integração com o Whatsapp, visto que este é o aplicativo de mensagens mais utilizado no mundo atualmente. Então, por que não utilizá-lo para atrair, engajar e encantar os seus clientes?

Com a integração, o sistema médico faz a confirmação de consultas, como também o envio de mensagens em datas comemorativas, em que você pode disparar uma mensagem mais carinhosa para os seus pacientes, como também oferecer descontos.

Para escolher o melhor, leve em consideração o seguinte ponto: como o sistema de CRM vai ajudar a minha clínica? Em seguida, faça uma lista das suas principais necessidades, ou seja, se quer enviar e-mails ou utilizar somente o whatsapp. 

Isso tudo é muito importante pois, geralmente, os softwares médicos têm planos que se diferem em valores e nas funcionalidades liberadas. 

5 vantagens em utilizar um sistema de relacionamento de pacientes (CRM) no seu consultório!

1. Retenção de clientes

De acordo com esse trecho retirado do livro “O jeito Disney de encantar os clientes”“A retenção do cliente requer a sua satisfação, mas a satisfação do cliente é um alvo em constante movimento. Os consumidores em geral estão mais exigentes do que nunca.”

Isso reflete o quanto a satisfação do cliente é a chave para um relacionamento duradouro, ou seja, a retenção. Dessa forma, o CRM é o seu maior aliado, possibilitando manter a relação entre médico e paciente bem próxima. 

2. Melhores resultados

Pensando em melhores resultados, é válido ressaltar que um CRM gera relatórios detalhados e muito eficientes que te ajudam na tomada de decisões. 

Sabe-se que se você não acompanha os resultados, as ações que a sua clínica produz não são metrificadas e fica difícil entender para qual caminho seguir.

Portanto, não se esqueça: foque em resultados para que a sua clínica cresça de forma saudável e, o melhor de tudo, rentável. 

3. Marketing de Indicação

Marketing de indicação é o famoso boca a boca, você se lembra? Então, um bom atendimento faz com o que o seu paciente recomende a sua clínica para parentes, familiares, em uma roda de conversa com os amigos.

Para isso, o CRM é fundamental. Desde já é o relacionamento que garante a comunicação e fidelização deste paciente. 

4. Destaque-se no seu nicho de atuação

Outro ponto muito importante é o destaque da concorrência, ou seja, com a competitividade entre clínicas, o que você pode fazer para sair na frente da concorrência?

Lembre-se de que o custo para atrair novos pacientes é muito maior do que fidelizar os já existentes

E, para ser destaque, é sempre bom oferecer o melhor, não é mesmo?

5. Aumento de receita

Como todo investimento é feito visando o lucro, você deve estar se perguntando se a ferramenta de CRM trará algum retorno financeiro positivo, não é mesmo? A resposta é sim, visto que a ferramenta visa não só atrair, mas encantar os clientes, isso já basta para que ele volte a fazer negócios com você!

O CRM impacta positivamente na sua receita no fim do mês, SIM! Isso quer dizer que com essa ferramenta é possível melhorar as estratégias financeiras na sua clínica, afinal, sem um relacionamento saudável com o seu paciente, como fazê-lo retornar ao seu consultório?

Guia para utilizar o CRM na sua clínica em 4 passos!

  1. Não se esqueça dos dados dos pacientes, portanto, registre tudo o que achar relevante;
  2. Foque no atendimento humanizado e personalizado para cada paciente, ou seja, chame-o pelo nome, isso demonstra proximidade e cuidado; 🙂
  3.  Lembre-se: a experiência do cliente é prioridade! Atrair e encantar, guarde esse mantra;
  4. Realize pesquisas de satisfação. Tente usar o NPS (Net Promoter Score)!

Gostou do nosso conteúdo? Separei outras dicas para ajudar na gestão da sua clínica ou consultório! Seguiremos juntos em busca dos melhores resultados para o seu negócio! Vem dar uma olhada! 🙂

  1. O marketing de indicação e o impacto em uma clínica;
  2. Qual a importância da jornada do paciente em clínicas médicas?
  3. SEO para clínicas: como e por que utilizar?
  4. Marketing digital para clínicas: saiba como alavancar seus resultados.
new RDStationForms('contatos-via-blog-dd6998ad34375b90dcb2-html', 'UA-54670639-1').createForm();

Perguntas frequentes:

O que é CRM para consultórios?

O CRM é uma ferramenta que armazena informações de seus pacientes atuais e pacientes em potencial, ou leads. Sendo assim, usá-lo no consultório ajuda o médico a estreitar o relacionamento com os pacientes, além de contribuir na retenção e fidelização de seus clientes.

Qual o melhor CRM para consultórios?

Há alguns softwares de CRM no mercado, mas, antes de escolher um lembre-se de avaliá-los de acordo com as necessidades do seu consultório. Fique de olho se os sistemas de CRM oferecem armazenamento em nuvem, por exemplo.

Qual a importância de um sistema de CRM no meu consultório?

Um sistema de CRM auxilia o seu consultório a dispensar processos manuais e investir na automatização. Além disso, não é apenas um lugar em que você armazena dados, pois esses dados são ordenados e organizados de forma que você possa extraí-los de forma rápida e intuitiva.

Categorias
Gestão para clínicas Tecnologia para clínicas

Prontuário eletrônico: 5 estratégias para otimizar o atendimento ao paciente

Você já usa o Prontuário Eletrônico na sua clínica ou consultório e quer saber como usá-lo para otimizar o atendimento ao paciente? Então, este post é para você!

Imagine ter, em um só único lugar, todas as informações do seu paciente. Com o prontuário médico eletrônico, de forma rápida e otimizada, você acessa as informações dos seus pacientes de qualquer lugar conectado à internet.

O uso de prontuário eletrônico tornou-se uma realidade indispensável ao trabalho de médicos, clínicas e hospitais para agilizar e aperfeiçoar o atendimento ao paciente. 

Trata-se de um documento de responsabilidade não só do médico, mas de toda a equipe. Ele abrange todo o conjunto de informações a respeito do paciente.

O Conselho Federal de Medicina, através da Resolução n° 1.638/2002, procurou estabelecer critérios para o uso obrigatório do prontuário médico no atendimento à saúde. 

O CFM reconheceu a importância desse documento não só para o paciente, mas também para o médico que o assiste. Isso também interessa à instituição envolvida, para fornecer dados para pesquisas e até mesmo como instrumento de defesa em ações legais.

Continue a leitura para saber como otimizar o atendimento em clínicas e consultórios com a ajuda do prontuário eletrônico: fique por dentro de tudo!

Vantagens do prontuário eletrônico

Com o desenvolvimento das tecnologias da informação, o setor de saúde tem sido incrementado com o emprego do Prontuário Eletrônico.

Ele tem sido um instrumento necessário para garantir o acesso a informações relativas ao paciente, que passam a ser armazenadas em formato digital. 

Com mais de 48%, o prontuário médico eletrônico é a ferramenta digital mais utilizada nos consultórios médicos. 

O objetivo principal é permitir a qualidade do atendimento, a veracidade da informação e assistência em diversos lugares e situações.

Como prontuário médico eletrônico, a forma eletrônica e digitalizada do documento deve possibilitar reunir todas as informações a respeito do paciente. E, além disso, oferece vantagens a mais em relação ao prontuário de papel. Eis algumas: 

– Facilidade de acesso; 

– Agilidade na localização das informações; 

– Melhor atendimento e maior confiança entre médico e paciente.

O prontuário eletrônico médico permite a integração de dados de diferentes sistemas. Isso reduz a necessidade de transcrições manuais e evita riscos de erros significativos.

Ele também possibilita a capacidade de se implantar mecanismos de controle de acesso, sistemas de auditoria e assinaturas digitais. Essas ações asseguram níveis de segurança maiores do que os equivalentes em papel.

 


anamneses gratuitas para baixar

Itens obrigatórios

A resolução do CFM define claramente quais são os itens que deverão constar obrigatoriamente no prontuário confeccionado seja ele em papel ou eletrônico.

Quais são os itens obrigatórios no Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP)?

1) Identificação do paciente – nome completo, data de nascimento (dia, mês e ano com quatro dígitos), sexo, nome da mãe, naturalidade (indicando o município e o estado de nascimento), endereço completo (nome da via pública, número, complemento, bairro/distrito, município, estado e CEP);

2) Anamnese, exame físico, exames complementares solicitados e seus respectivos resultados, hipóteses diagnósticas, diagnóstico definitivo e tratamento efetuado;

3) Evolução diária do paciente, com data e hora, discriminação de todos os procedimentos aos quais o mesmo foi submetido e identificação dos profissionais que os realizaram, assinados eletronicamente quando elaborados e/ou armazenados em meio eletrônico;

4) Nos prontuários em suporte de papel é obrigatória a legibilidade da letra do profissional que atendeu o paciente, bem como a identificação dos profissionais prestadores do atendimento. São também obrigatórios a assinatura e o respectivo número do CRM;

5) Nos casos emergenciais, nos quais seja impossível a colheita de história clínica do paciente, deverá constar relato médico completo de todos os procedimentos realizados e que tenham possibilitado o diagnóstico e/ou a remoção para outra unidade.

5 estratégias para otimizar o atendimento

Levando em consideração as recomendações da resolução do CFM, veja como é possível otimizar o atendimento ao paciente a partir de estratégias simples no uso do prontuário eletrônico:

Identificação do paciente

O conhecimento do paciente vai além dos seus dados básicos. É preciso dispor de maior acessibilidade de todo o histórico do tratamento do paciente.

Conscientização

O emprego de novas tecnologias requer mudança de mentalidade. É preciso tomar consciência de que o uso dos recursos digitais proporcionam maior eficiência, agilidade, economia e otimização do atendimento.

Tempo de qualidade

O tempo é um dos principais fatores no atendimento médico. É preciso reduzir o tempo médio de atendimento do paciente.

Economia

A OMS reconhece que quanto mais se investe na qualidade do atendimento, mais se reduz o custo final.

Atenção ao paciente

Treinar a equipe médica e de atendimento. O foco é passar mais tempo com o paciente, reduzindo os riscos e aumentando a qualidade.

Quer testar o software médico #1 em recursos? Com o Prontuário Eletrônico com certificação SBIS-CFM? Clique aqui!

 

Gostou do nosso conteúdo? Listei para você alguns outros temas que vão te ajudar a solucionar as suas dúvidas ainda hoje!

 

  1. 4 estratégias para melhorar o atendimento em clínicas;
  2. Gestão de Tarefas: ferramentas que podem ajudar na melhoria de clínicas;
  3. Como otimizar as tarefas da sua clínica;
 

Perguntas Frequentes

O que é o prontuário eletrônico do paciente?

O Prontuário eletrônico do Paciente é a versão digital do prontuário médico tradicional, aquele que o médico preenche manualmente durante uma consulta.

Como funciona o prontuário eletrônico?

A sua utilização é mediada por um sistema médico, que fica responsável por armazenar os dados e mantê-los à disposição do médico e do paciente sempre que precisarem. Através do prontuário eletrônico, o médico tem acesso a todo o histórico do seu paciente, e isso vai desde o primeiro agendamento na clínica até resultados de exames e tratamentos realizados.

Quais são as principais vantagens do prontuário eletrônico? 

Com o prontuário médico, a forma eletrônica e digitalizada do documento possibilita reunir todas as informações a respeito do paciente. E, além disso, o prontuário eletrônico permite a integração de dados de diferentes sistemas. Isso reduz a necessidade de transcrições manuais e evita riscos de erros significativos.

Categorias
Tecnologia para clínicas

Tecnologia em medicina: Inovação e novas tecnologias melhoram a qualidade de vida

O uso de tecnologia em medicina representa cada vez mais um grande avanço no cuidado com a saúde.

As inovações tecnológicas ajudam não só que as pessoas vivam mais, como também que vivam melhor.

A expectativa de vida tem aumentado. Há sessenta anos, um brasileiro vivia em média 48 anos. 

Hoje, a vida média do brasileiro ultrapassa os 75 anos. Isso é um sinal evidente do desenvolvimento social e econômico que o país experimentou nas últimas décadas. Mas também se constitui um fator que exige mais atenção da área de saúde. Sobretudo com os cuidados com a velhice e a garantia da qualidade de vida.

 

Tecnologia em Medicina e saúde

É preciso garantir às pessoas as condições para que tenham acesso não só a uma vida mais longa, mas também com maior qualidade. Por isso mesmo, a medicina tem demonstrado muito interesse quanto à tecnologia e à inovação. O foco tem sido o de encontrar modos de atender as demandas de uma sociedade que requer novos cuidados.

 

Quando falamos de tecnologia em medicina, logo vêm à mente os avanços das pesquisas na área de equipamentos para diagnósticos de doenças, de medicamentos mais avançados e do uso da inteligência para tratamento de doenças. Atualmente, podemos falar que existem mais de 500 mil tecnologias médicas disponíveis, que incluem desde exames laboratoriais até tratamentos complexos de doenças em estágios avançados.

 

Porém, o uso da tecnologia não se restringe apenas ao campo dos diagnósticos e terapias. Ela pode envolver toda a cadeia de atendimento ao paciente, proporcionando melhor atendimento e contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico do país.

 

Veja alguns benefícios do uso da tecnologia em saúde:

  1. Diagnósticos mais precisos;
  2. Tratamentos mais eficazes;
  3. Redução de custos;
  4. Eficiência no atendimento;
  5. Monitoramento do paciente a distância.

Tecnologia em Medicina e gestão

Outra área em que a tecnologia em medicina se tornou imprescindível é a de gestão hospitalar. Novos modelos de integração de informações sobre pacientes ajudam a reduzir custos, diminuir problemas em agendamentos de consultas e o monitoramento a distância de procedimentos terapêuticos.

 

A tecnologia para gestão médica se faz uma ferramenta indispensável para que hospitais e clínicas possam oferecer um atendimento de qualidade e mais humanizado aos seus pacientes. Por isso, o uso de sistemas informatizados de gestão passou a ser um investimento com total garantia de resultados positivos. Isso aumenta a produtividade e proporciona maior excelência no atendimento.

 

Empresas de tecnologia de informação dedicadas à gestão de clínicas têm se especializado cada vez mais em otimizar o atendimento, oferecendo aplicações customizadas e direcionadas para reduzir custos e a orientar melhor os tratamentos.

Perguntas Frequentes:

Quais são os benefícios da tecnologia em saúde?

  1. Diagnósticos mais precisos;
  2. Tratamentos mais eficazes;
  3. Redução de custos;
  4. Eficiência no atendimento;
  5. Monitoramento do paciente a distância.

A telemedicina é a mais recente tecnologia em saúde?

Não! Apesar de ter ganhado bastante atenção nos últimos anos, principalmente durante a pandemia da covid-19, a telemedicina começou a ganhar força nos anos 50 nos Estados Unidos.

A tecnologia em saúde é reconhecida pela OMS? 

Sim! A Organização Mundial da Saúde apoia a presença de tecnologia na saúde e possui diretrizes sobre como usá-la.

Categorias
Marketing Médico

Marketing médico: o que todo médico precisa saber para atrair mais pacientes

Quer usar o marketing médico para atrair mais pacientes e aumentar a receita da sua clínica? Saiba como aqui 🙂


Médicos podem, e devem, fazer uso de estratégias de marketing para divulgar sua atividade. Você só precisa saber como fazer a publicidade da maneira correta.


É cada vez mais constante a presença de médicos na mídia. Problemas de saúde despertam muito interesse das pessoas. Doenças, carências emocionais e até distúrbios pessoais afetam diretamente a maneira como lidamos com nossa existência. Por conta disso, há muitos médicos que têm feito uso de vídeos, redes sociais e estratégias de publicidade para atrair a atenção das pessoas. 


Marketing Médico do jeito certo:

Pensando nisso, o Conselho Federal de Medicina baixou uma resolução em 2011, a Resolução CFM nº 1.974/11, que disciplina a prática de publicidade médica. Não resta a menor dúvida que vivemos em uma sociedade consumista e que os apelos comerciais estão por todo lado. A pergunta, então, é: o que o médico pode fazer para divulgar sua atividade profissional?


Seguem cinco dicas importantes de publicidade médica, retiradas da resolução do CFM:

1) Os anúncios médicos devem conter obrigatoriamente: o nome completo do profissional, a especialidade, o número de inscrição no CRM e o número de registro de especialista.


2) Os anúncios de clínicas, hospitais e demais instituições de atendimento de saúde devem conter sempre o nome do médico responsável e o registro do CRM.


3) Os médicos podem prestar informações, de forma educativa, através de qualquer meio de comunicação. Mas devem evitar a autopromoção, o sensacionalismo e a falta de decoro profissional.


4) Os sites para assuntos médicos devem obedecer aos critérios estabelecidos pela Comissão de Divulgação de Assuntos Médicos – CODAME, dos conselhos regionais de medicina.


5) Em anúncios em formato de vídeo, especialmente se forem veiculados pela TV, deve ser informado ao final, de forma padrão, os dados credenciais do médico.


Como se pode ver, marketing médico envolve detalhes criteriosos que precisam ser rigorosamente observados, independente de tamanho da clínica ou se atende consultas particulares ou planos de saúde.


Fazer publicidade de atividades médicas exige ética e cumprimento de normas. Afinal, lidar com a vida demanda não só competência profissional, que é o seu melhor cartão de visita, mas também responsabilidade.


Marketing médico: mais lugares para investir

Redes Sociais

Você possui redes sociais? Não? Você está perdendo uma grande oportunidade de mostrar a sua marca e também exibir os resultados atingidos pela sua clínica ou consultório. Afinal, estamos num país em que 62% da população brasileira está ativa nas redes sociais. Por isso, invista um tempo ou contrate uma agência de marketing que possa ajudar você a criar conteúdo para o Facebook, por exemplo.


Mas qual seria a rede social ideal? Bem, vamos a um breve resumo sobre as principais redes sociais:


  • Facebook: o terceiro país que tem mais usuários na rede social é o nosso. Esta rede é a mais generalista, devido à grande quantidade de usuários e à diversidade de pessoas e empresas presentes nela. No Facebook, você pode postar novidades sobre promoções e rotinas na sua clínica.

  • Instagram: a rede social que tem foco em imagens é a que mais cresce atualmente, ela possui mais de um bilhão de usuários. O Brasil é o terceiro país com mais usuários, ficando apenas atrás de EUA e Índia. Ela pode ser mais um canal para a divulgação dos seus serviços. 

  • Twitter: com mais de cem milhões de usuários ativos, o Twitter é uma febre entre os jovens. Por isso, caso queira atingir um público de idade menos avançada, ela é a rede social que vai ajudar – e muito – a atrair mais pacientes. 

  • LinkedIn: quer atrair mais colaboradores para sua clínica? Então, comece a criar postagens mostrando a realidade corporativa da sua clínica através da maior rede profissional do mundo. Lá, você conseguirá tornar a sua clínica mais conhecida como marca empregadora. Afinal, sem pessoas qualificadas, você não conseguirá ter bons processos.

  • Youtube: uma das formas mais práticas de geração de conteúdo se dá através da produção de vídeos. De acordo com o Google, durante uma pesquisa, 95% dos entrevistados afirmaram consumir vídeos online. Que tal levar informações e ter a oportunidade virar uma referência em saúde?

O Google Ads

Além de ser uma ferramenta de busca, atualmente a maior do mundo, o Google expõe sua marca caso você pague. Sabia?


Você já ouviu falar de Google Ads? Ainda não? Nós explicamos! O Google Ads é uma ferramenta da empresa que permite ao usuário Google a criar um anúncio e veiculá-los nas páginas de pesquisa, em sites parceiros, aplicativos e no Youtube.


Os anúncios são construídos de formas práticas por conta da plataforma ser bastante amigável. Após isso, os anúncios passam ou não pela aprovação da empresa. A ferramenta, apesar de ter uma interface intuitiva, precisa de uma dedicação exclusiva.


Para o Google decidir a exibição, o seu anúncio passa por uma espécie de leilão e você escolhe o máximo que quer pagar. Os vencedores são exibidos e passam por esse leilão toda vez que a palavra-chave escolhida é procurada.


E-mail Marketing

E-mail é uma das formas mais tradicionais de se comunicar com qualquer pessoa. Apesar de “antiga”, esta ferramenta é uma mão na roda para fortalecer a comunicação entre sua clínica e seus pacientes. Devido ao fácil acesso, algumas pessoas preferem ser contatadas via e-mail porque ainda não são adeptas aos outros apps de mensagem.


Já pensou em enviar uma série de conteúdos com dicas de saúde para seus pacientes de forma recorrente? Isso pode ajudar você a mostrar que sua clínica se importa com o bem-estar deles e fideliza pacientes ao seu serviço.


WhatsApp também é uma opção!

Você quer tornar a sua clínica mais acessível quando o assunto é comunicação? Que tal disponibilizar um canal via WhatsApp?  Através dele você poderá trocar informações de uma forma mais rápidas com seus pacientes. Ter um canal de comunicação a mais pode ser um dos diferenciais entre você e seus concorrentes. 


Além disso, você pode automatizar seu atendimento por meio desse canal com o uso de chatbots. Otimizando a rotina da recepcionista da sua clínica, ajudando a aumentar a satisfação dos seus pacientes.


CRM

Para poder ser mais assertivo em como agradar ainda mais seus pacientes, você precisará fazer perguntas-chave para eles. Mas onde guardar todas as informações coletadas? Já pensou em usar um CRM para isso? 


Para quem não sabe, o Customer Relationship Management (CRM) é uma ferramenta que pode ajudar no fechamento de vendas e também para manter o relacionamento com o cliente. 


Existem alguns softwares médicos que possuem a ferramenta integrada ao sistema para ligações em dias de aniversário, assim como para contar alguma novidade ligada ao serviço da clínica que pode ser de interesse do seu paciente.


Atenção ao design

Já pensou sobre a identidade visual da sua clínica? Ela está adequada? As cores e imagens utilizadas são ideais para o seu negócio? Que tal fazer uma análise sobre isso?


Um bom design é um item essencial para chamar atenção do seu público, principalmente para o meio digital. Ele, junto com o conteúdo, transparece os valores que sua marca quer passar não só para o público, mas também para o mercado em que a clínica está inserida.


Agora se você já tem um bom design, mas há muito tempo, talvez seja a hora de mudar! Assim como todas as coisas, a identidade visual não é algo rígido, ela pode e deve ser mudada quando necessário. Afinal, ninguém gosta de algo que está parado no tempo, certo? Se você inovou tudo o que existe na sua clínica, como vai comunicar que isso aconteceu?


Como se pode ver, marketing médico envolve detalhes criteriosos que precisam ser rigorosamente observados, independente de tamanho da clínica ou se atende consultas particulares ou planos de saúde.


Fazer publicidade de atividades médicas exige ética e cumprimento de normas. Afinal, lidar com a vida demanda não só a competência profissional, que é o seu melhor cartão de visita, mas também responsabilidade.


💡 Dica extra: você já imaginou como seria se sua clínica aparecesse facilmente nas buscas feitas no Google?

Mais do que isso: já parou para pensar em como funciona o mecanismo de busca do site e o que fazer para que sua clínica seja uma daquelas que aparecem nas primeiras páginas quando um usuário busca “ginecologista na Barra da Tijuca”, por exemplo?


Tendo parado para pensar nessas questões ou não, esse material pode ser o que você precisa!

Baixe o novo e-Book gratuito da Feegow com o tema “Como fazer a sua clínica aparecer no Google”. 


Perguntas Frequentes:

Qual a importância do Marketing para as clínicas?

O marketing para clínicas possibilita atrair novos clientes, fidelizar os pacientes que já frequentam a sua clínica e aumentar a lucratividade do seu negócio, esses são alguns dos benefícios obtidos com o marketing para clínicas médicas.      

Marketing de conteúdo para clínicas funciona?

Hoje, já é comum consultar o Google se sentimos uma dor diferente, pensando nisso, seu paciente em potencial também recorre à internet em busca de soluções práticas para as suas dúvidas. Portanto, se a sua clínica está na internet fornecendo materiais e informações relevantes, pode ter certeza que isso irá atrair novos clientes para o seu negócio.   

Devo investir em redes sociais para clínicas?

Se você não possui redes sociais está perdendo uma grande oportunidade de mostrar a sua marca. Afinal, estamos num país em que 62% da população brasileira está ativa nas redes sociais. Por isso, invista um tempo ou contrate uma agência de marketing que possa ajudar você a criar conteúdo para o Facebook e instagram, por exemplo.