Categorias
Gestão para clínicas

Cores para consultório: como escolher?

Saiba como escolher as cores para consultório médico de forma estratégica, para que você ofereça uma jornada do paciente memorável para seus clientes! Continue a leitura!

A escolha das cores para a recepção do seu consultório é mais um dos elementos cruciais que garantem a satisfação e fidelização dos seus pacientes. Além disso, garantir uma  boa experiência de pacientes em clínicas é o primeiro passo para a fidelização deles. Por isso, utilize as cores para consultório com o objetivo de oferecer qualidade de vida para os seus clientes. 

Uma das principais dúvidas de quem está pensando em abrir o próprio negócio pode ser a escolha de cores para consultório médico. 

Pode parecer um simples detalhe, mas não se engane! Isso impacta diretamente na experiência do paciente com o seu negócio

De acordo com o livro A psicologia das Cores, de Eva Heller, as cores são responsáveis por despertar sensações e emoções nas pessoas

Dessa maneira, a psicologia das cores nada mais é do que o estudo da forma como nosso cérebro interpreta e transforma as cores em sensações. 

Continue a leitura e descubra, em quatro passos, como oferecer um atendimento memorável para o seu paciente!

Como escolher as cores para consultório médico?

Antes de qualquer coisa, pensar na apresentação do ambiente da sua clínica influenciará diretamente na jornada do paciente no seu negócio, ou seja, afeta diretamente a satisfação e o bem-estar dos seus pacientes.

Com o intuito de facilitar as suas escolhas, lembre-se sempre de levar em consideração os aspectos psicológicos que explicam os fenômenos das cores ao mesmo tempo que mantém o foco no sentimento que você quer causar em seus clientes.

Psicologia das Cores

Certamente, você está se perguntando se é realmente importante dar atenção a estética da clínica. Em síntese, a escolha de cores para consultório não se resume apenas a estrutura do seu negócio. 

Em poucas palavras, se pensarmos na qualidade de vida do paciente, esta etapa é crucial para oferecer, além de um bom atendimento, agilidade e segurança nos serviços prestados na sua clínica. 

Além do mais, como afirma Eva Heller em seu livro A psicologia das Cores, “a cor é mais do que um fenômeno ótico”, ou seja, atinge, também, o psicológico do ser humano. 

Diante disso, fica claro a razão pela qual as cores influenciam tanto no ambiente clínico. Afinal, o seu principal objetivo deve ser oferecer o melhor atendimento para os seu paciente!

Classificação das Cores

As cores podem ser categorizadas em:

  • Quentes: em síntese, são as tonalidades que passam o sensação de calor; 
  • Frias (ou neutras): resumidamente, são aquelas cores que passam a sensação de frio; 
  • Analógicas: são cores que estão próximas no círculo cromático; 
  • Monocromáticas: essas são tons de uma única cor;
  • Complementares: essas são cores opostas dentro do círculo oposto. 

Desse modo, podem surgir diversas dúvidas na hora de escolher quais as melhores cores para o seu consultório. Já que, cores como o branco, são predominantes nesse segmento clínico. 

Quer entender como as cores para consultório médico impactam a experiência do seu paciente?

Independentemente da sua especialidade médica, vem com a gente entender mais sobre a psicologia das cores e escolher as cores do seu consultório ou clínica médica! 😎

👀 Uma dica: não se esqueça de que, antes de escolher as cores para consultório médico, você deve ter atenção redobrada a um elemento importantíssimo: a iluminação! 💡

Conheça 4 dicas para escolher as cores do seu consultório

1. Priorize tons neutros e off-white

É provável que a primeira cor que vem a sua cabeça é o branco. Afinal, por ser a cor preferida dos profissionais de saúde, é quase unanimidade a utilização do branco na recepção de clínicas médicas. 

Mas, uma curiosidade, você sabia que há mais de 67 tons de branco? É o que Eva Heller nos conta em seu livro. Portanto, opte por cores que passam neutralidade e leveza, como o cinza ou off-white. 🧐

Além disso, essas tonalidades combinam com praticamente tudo, então, se você quiser combiná-las com outras cores, vá sem medo!

2. Alinhe a iluminação natural com as cores escolhidas

Em resumo, iluminação do ambiente influencia, também, na recepção de clínicas. Isso porque, conforme a luz entra em contato com uma superfície colorida, a percepção dessas cores pode ser diferente. 

Em outras palavras, quando a luz é refletida em uma superfície com cor, ou seja, as paredes da clínica, é possível que desperte no paciente outras emoções, já que ocorrerá a variação nas cores. 

Se você já passou pela situação de estar em um local com cores puras, sem qualquer iluminação natural, sabe como esses locais costumam ser extremamente frios. 

Nesse sentido, tal alteração na percepção do paciente pode ocasionar uma influência negativa e comprometer a experiência do paciente com a sua clínica

Portanto, é necessário avaliar, antes de tudo, a disposição de luzes no ambiente escolhido para ser a sua clínica ou consultório médico.

3. Dê uma chance para o azul e/ou verde

Só para ilustrar, a cor azul é a predileta entre 46% dos homens e 44% das mulheres. Seja como for, a cor verde disputa a preferência com 14%. 

Por conta disso, são tonalidades bastante utilizadas em recepção de clínicas. Nesse sentido, não deixe de avaliá-las. E não é só isso, se forem mescladas com cores neutras, serão o toque perfeito que a sua clínica precisava! 

👀 Uma dica: você ainda pode utilizar papéis de parede independentemente do seu ramo de atuação.

4. Não se esqueça do restante da decoração

É importante ter uma atenção especial na hora de escolher os móveis do seu consultório médico. Afinal, a disposição dos móveis na sua recepção, por exemplo, precisam dar prioridade a mobilidade e locomoção da sua equipe e de seus pacientes. 

Além do mais, investir em conforto e segurança trará retornos positivos para você a longo prazo, já que estamos falando de elementos essenciais para a satisfação e fidelização dos pacientes.

 

Gostou do nosso conteúdo? Separei mais alguns temas que vão te ajudar a ter uma gestão de clínicas de alta performance! 🙂

 

Perguntas frequentes:

Como escolher as cores corretas para consultório médico?

Antes de mais nada, para facilitar as suas escolhas, lembre-se sempre de levar em consideração os aspectos psicológicos que explicam os fenômenos das cores

Quais os tipos de cores para clínicas?

Você pode avaliar a utilização de cores como o azul e/ou o verde, visto que cor azul é a predileta entre 46% dos homens e 44% das mulheres. Seja como for, a cor verde disputa a preferência com 14%.

Qual o significado das cores para consultórios?

Você deve levar em consideração que as cores são responsáveis por despertar sensações e emoções nos seus pacientes. Dessa maneira, escolher as cores para consultório deve se pautada na sensação que você deseja passar para os seus clientes.

Categorias
Marketing Médico

Como colocar a sua clínica em destaque com o Google Meu Negócio?

O Google meu negócio para clínicas pode te ajudar a aumentar a visibilidade do seu negócio é uma estratégia indispensável para alcançar mais pacientes e aumentar os lucros da clínica. Certamente, aparecer no maior mecanismo de buscas do mundo! Além disso, quanto melhor a avaliação da sua empresa, facilmente você alcançará o topo dos resultados de pesquisa no buscador. 

O posicionamento online é crucial para atrair mais pacientes e aumentar os lucros da sua clínica! Continue com a gente e saiba como posicionar o seu negócio no Google!

Você sabia que o Google é o maior mecanismo de buscas do mundo? Por causa disso, você já pode começar a utilizá-lo para divulgar a sua clínica ou consultório através do Google Meu Negócio

Antes de mais nada, com a transformação digital e o boom da tecnologia, ter uma presença digital tornou-se indispensável para muitas empresas, incluindo as clínicas e consultórios.

Dessa maneira, o posicionamento online do seu negócio é essencial para atrair mais pacientes. Visto que uma das principais estratégias de marketing médico é oferecer soluções a aqueles que buscam respostas para as suas dúvidas através da internet.

Ainda assim, você pode alcançar um público ainda maior e aumentar a captação de clientes! 

Quer aprender a divulgar a sua clínica ou consultório utilizando o Google Meu Negócio? 

Continue a leitura e descubra como atrair mais pacientes com o Google! 💹

O que é o Google Meu Negócio?

Em poucas palavras, o Google Meu Negócio é uma ferramenta oferecida pelo Google com o intuito de posicionar empresas de qualquer segmento no ambiente virtual. 

Entretanto, lembre-se de que o mecanismo funciona por ordem de relevância e o que vai contar para a sua clínica aparecer nas primeiras posições são as avaliações dos seus pacientes. 

Ou seja, quanto melhor a avaliação da sua empresa, facilmente você alcançará o topo dos resultados de pesquisa no buscador. 

Além disso, uma parceria entre a Google e o Einstein, as pesquisas relacionadas a área da saúde correspondem a 5% do volume total de buscas no Google. Diante disso, surge a necessidade de controlar a veracidade do conteúdo médico que circula na internet.

Esse fato reforça a importância de ter um posicionamento online para atrair mais pacientes, estabelecer a sua marca e ganhar mais visibilidade no ambiente virtual. 

Desse modo, utilizar a tecnologia como ferramenta para atrair clientes é um dos passos para aumentar a rentabilidade do seu negócio!

Quais as vantagens em utilizar o Google Meu Negócio?

Você sabe quais são os benefícios em utilizar essa estratégia para alavancar o marketing da sua clínica? Certamente, criar uma página na ferramenta é muito vantajoso para o seu negócio.

Veja abaixo alguma das vantagens em utilizar o Google Meu Negócio para clínicas!

Visibilidade para a clínica:

Não é novidade que aparecer na internet aumenta a visibilidade da sua clínica. Ou seja, você alcançará os pacientes que já conhecem o seu negócio como também aqueles que estão à procura. 

Neste espaço, você fornece seus meios de contato e a localização da sua clínica para os seus paciente, além de responder perguntas e receber avaliações baseadas na experiência do paciente.

Simples de usar!

Colocar o seu negócio no Google é muito fácil. Afinal, com a ferramenta você já disponibiliza para o paciente seus meios de comunicação, como telefone, site e o endereço da clínica.

Além disso, Isso garante a sua credibilidade e gera autoridade para a sua clínica. Só para ilustrar, as avaliações que você recebe influenciam na tomada de decisão do seu cliente

Ajuda no Marketing Médico

É provável que você esteja se perguntando como a ferramenta do Google auxilia no Marketing da sua clínica. Mas, pense comigo: aparecer nos primeiros resultados de pesquisa é a melhor forma de alcançar mais pacientes!

Se você deseja atrair mais pacientes e assim, reduzir os buracos na agenda médica e aumentar a rotatividade de clientes no seu negócio, investir em estratégias de marketing é o primeiro passo para aumentar seus lucros. 💲💲

Alcance mais pacientes

Não é segredo que o Google é o maior mecanismo de pesquisas do mundo. Uma vez que a sua clínica pode ser encontrada nos resultados de busca, mais pacientes saberão do seu negócio.

📣 Uma dica: você já sabe como fazer a sua clínica aparecer no topo do Google. Clicando aqui você tem acesso ao nosso eBook gratuitamente! 📓

Como usar o Google Meu Negócio para destacar a sua clínica?

Para começar a utilizar o Google Meu Negócio para clínicas e aumentar a rotatividade de pacientes no seu negócio, é só seguir um passo a passo simples e intuitivo.

Antes de qualquer coisa, é preciso criar o seu cadastro na plataforma. Portanto, ao acessar a plataforma, defina um e-mail e uma senha. Caso você já tenha uma conta Google, o login será feito automaticamente.

Dessa maneira, coloque a sua clínica no ar. Em síntese, você vai precisar cadastrar os dados da sua empresa. Por fim, você será redirecionado para uma página específica de cadastro e deve inserir as informações principais da sua empresa.

Gostou do nosso conteúdo? Separei mais algumas dicas para alavancar os resultados da sua clínica utilizando o Marketing Médico. Vem ver! 😎 

 

Perguntas frequentes:

Como funciona o Google Meu Negócio?

O Google Meu Negócio é uma ferramenta oferecida pelo Google com o intuito de posicionar empresas de qualquer segmento na internet.

Como configurar o Google Meu Negócio?

Você pode criar o seu acesso na plataforma por meio de um login e uma senha. Caso você já tenha uma conta Google, o login será feito automaticamente.

Como usar o Google Meu Negócio?

Será necessário cadastrar os dados da sua empresa. Por fim, você será redirecionado para uma página específica de cadastro e deve inserir as informações principais da sua empresa.

Categorias
Gestão Financeira

Como o Pix facilita a rotina de recebimentos em clínicas?

O pix promete transações bancárias 24h por dia, 7 dias por semana, tudo isso em 10 segundos! Saiba como essa solução impacta a rotina de recebimentos em clínicas. Confira!

O pix é uma modalidade de pagamento criado pelo Banco Central que promete mudar a forma como muitos brasileiros vão receber e transferir dinheiro. Com o intuito de facilitar as transações financeiras dos usuários com outras pessoas, empresas e órgãos públicos, o Pix será utilizado para realizar transferências entre contas bancárias em 10 segundos.

Antes de qualquer coisa, o Pix é uma modalidade de pagamento criado pelo Banco Central que promete mudar a forma como muitos brasileiros vão receber e transferir dinheiro. Certamente, isso não será diferente em clínicas e consultórios. 

Com o Pix, as transações financeiras serão realizadas em menos de 10 segundos, usando apenas um aplicativo para smartphones. Além disso, quem ficará responsável por oferecer o serviço serão as instituições financeiras, os bancos, carteira digital e fintechs.

Antes de qualquer coisa, para começar a utilizar o Pix na sua clínica médica será necessário cadastrar a chave Pix para que o cliente possa ser identificado pelo sistema bancário. Aliás, você pode realizar todo esse processo através do seu smartphone, sem sair de casa. 

Ao mesmo tempo que esse sistema de pagamentos instantâneo vai ajudar na aceleração da digitalização dos pagamentos, essa nova funcionalidade implicará em muitas mudanças nas formas de recebimento da sua clínica. 

Por outro lado, o Pix só entrará em vigor no dia 16 de novembro, mas você já pode cadastrar a chave Pix e testar essa nova funcionalidade financeira! Para aderir a nova solução de pagamentos é bem simples. 

Neste post tem tudo o que você precisa saber sobre o Pix e qual o impacto dessa nova forma de recebimentos na sua clínica. Vem conferir! 😎

O que é o Pix?

Com o intuito de facilitar as transações financeiras dos usuários com outras pessoas, empresas e órgãos públicos, o Pix será utilizado para realizar transferências entre contas bancárias em segundos. 

Você se lembra do TED e DOC? Então, é bem parecido e com a mesma dinâmica. Assim, a diferença entre eles está na rapidez e gratuidade do serviço para pessoas físicas. Com isso, haverá muito mais facilidade e agilidade nos pagamentos. 

E mais, como as transações via Pix será possível fazer transferências 24 horas por dia, 7 dias da semana, inclusive em dias de feriado! Diferentemente do TED e DOC que limita o horário para transações e gera tarifa para pessoa física.  

Vale ressaltar ainda a possibilidade de pagar contas e fazer compras utilizando o Pix, sem a necessidade de vincular um cartão de crédito ou escolher a opção em boleto. Assim, é inegável a facilidade que o serviço gera para a rotina do dia a dia. 

Em outras palavras, a sua clínica poderá receber do paciente remotamente em poucos segundos. Ou seja, pode ser através de transferência bancária  ou a opção de pagamento via QR Code utilizando o smartphone para escanear o código na maquininha. 

Como utilizar o PIX em clínicas?

A princípio, o Pix é exclusivo para os usuários que têm contas em bancos, carteiras digitais e fintechs. Sendo assim, essas empresas têm a concessão do Banco Central para oferecer o Pix, por isso, é essencial ter uma conta nessas instituições para começar a utilizá-lo na sua clínica.

Para cadastrar o Pix é bem simples. Nesse momento, acesse o aplicativo do seu banco ou carteira digital para cadastrar a chave Pix. Logo, essa chave vai substituir os seus dados bancários durante todas as transações. Assim, os seus pacientes só precisam saber a chave Pix da sua clínica e nada mais! 

Após o cadastro, a sua clínica ou consultório já pode utilizar o serviço para ampliar as formas de recebimento e, consequentemente, oferecer conforto e praticidade para os seus clientes. Além das formas de recebimento habituais, como cartão de crédito e débito, TED e DOC, você pode oferecer para o seu paciente: 

QR Code: assim, a clínica envia o QR Code para o paciente realizar o pagamento de sua consulta ou procedimento sem sair de casa, apenas utilizando um app de celular para ler o código. 

Chave Pix: nessa opção, a clínica disponibiliza para o paciente a chave cadastrada para que ele faça a transferência de valores diretamente pela tela de seu celular. 

Cadastro da Chave Pix

Como a chave Pix dispensa o uso dos dados bancários durante as transações, você pode escolher entre:

  1. E-mail;
  2. CPF;
  3. Telefone;
  4. Códigos aleatórios como letras e números, também chamado de EVP.

Para empresas, será possível cadastrar até 20 chaves enquanto que, para pessoas físicas, há um limite de até 5 chaves cadastradas. Além do mais, é a possibilidade de cadastrar chaves em diversas contas bancárias, mas, não pode repeti-las!

Como saber se o Pix em clínicas é seguro?

Você deve estar um pouco apreensivo sobre o uso do Pix na sua clínica médica. Mas, não se preocupe! De acordo com o Banco Central, os dados pessoais dos clientes estarão protegidos por criptografia e outros mecanismos que impedirão possíveis fraudes. 

Caso aconteça, cabe ao banco e as fintechs apurar a fraude e ressarcir os valores aos clientes, como já ocorre nas instituições bancárias. Portanto, não se desespere! Seus dados estarão seguros e você pode utilizar a ferramenta à vontade!

Gostou do nosso conteúdo? Separei outras dicas para cuidar da gestão financeira da sua clínica. Vem conferir! 🤑

  1. Contabilidade para médicos: como funciona? O que você precisa saber?
  2. 3 dicas para evitar glosas médicas na sua clínica!
  3. O que analisar no faturamento de contas médicas?

Perguntas frequentes:

O que é o Pix do Banco Central?

Com o intuito de facilitar as transações financeiras dos usuários com outras pessoas, empresas e órgãos públicos, o Pix será utilizado para realizar transferências entre contas bancárias em 10 segundos.

Como funciona a chave do PIX?

Com as transações via Pix será possível fazer transferências 24 horas por dia, 7 dias da semana, inclusive em dias de feriado.

Como usar Pix?

Para usar o Pix é bem simples. Ao acessar o aplicativo do seu banco ou carteira digital, você cadastra a chave Pix. Essa chave vai substituir os seus dados bancários durante todas as transações.

Categorias
Gestão para clínicas

10 dicas para organizar a recepção da sua clínica médica!

A recepção de clínicas médicas não é somente um espaço em que o seu paciente aguarda atendimento. Muito mais do que isso, é um espaço de interação e trata-se da primeira impressão que o paciente tem do seu negócio, impactando diretamente na experiência dele com a sua clínica.  A recepção em clínicas médicas impacta diretamente na experiência do paciente. Quer entender como organizar a sua recepção de forma simples? Continue a leitura!

Você já deve ter notado que o perfil de consumidor evoluiu ao longo dos anos. Por isso, organizar a recepção da sua clínica médica é primordial para oferecer uma boa experiência para o seu paciente. 

Muito mais do que isso, a recepção de clínicas é um espaço de interação e trata-se da primeira impressão que o paciente tem do seu negócio. Além disso, oferecer um espaço acolhedor e receptivo colabora para a humanização do atendimento

Desse modo, construir uma relação entre clínica e paciente pautada, principalmente, no respeito e atendimento mais humano, não parece ser tão difícil, não é mesmo?

Sendo assim, por meio de ações simples e fáceis de aplicar, você consegue alcançar tanto os seus pacientes quanto os acompanhantes, fazendo com que eles se sintam mais confortáveis e acolhidos na sua clínica médica!

Continue a leitura e confira as 10 dicas de como organizar a recepção da sua clínica!

Vamos lá?

O que não pode faltar em uma recepção de clínica médica?

Veja as principais dicas para organizar a recepção da sua clínica:

  1. Organize o ambiente 🏘️

A recepção é o primeiro contato do paciente com a sua clínica médica. Pensando nisso, manter um ambiente organizado te ajuda a causar uma boa impressão nos seus pacientes. E mais, uma recepção de clínicas organizadas diminui a insatisfação dos pacientes com a demora no atendimento e contribui para a fidelização deles.

Para isso, mantenha a sua recepção organizada, com uma boa disposição dos móveis, de modo que ofereça conforto e bem-estar para o seu paciente. Ah, e lembre-se de que é preciso que o espaço seja amplo e de fácil locomoção para pacientes e funcionários! 

  1. Foque na humanização do atendimento 🤝

Duas palavras que você não deve se esquecer é: humanização e acolhimento. A primeira fica responsável por ampliar o relacionamento entre médico e paciente, enquanto a segunda representa a ética médica na escuta das queixas dos pacientes. 

Em outras palavras, humanização e acolhimento reconhecem o paciente como protagonista do seu tratamento, tornando-o o agente principal no seu processo de cura.  

  1. Cuide da limpeza e organização do espaço 🧹

Não é novidade que a limpeza e organização do espaço devem estar na sua lista de prioridades. Afinal, ninguém gosta de passar um tempo em um ambiente desorganizado e sem nenhum conforto!

Portanto, não se esqueça de organizar as revistas, jornais e outras formas de entretenimento. Ou seja, um ambiente organizado passa uma imagem de cuidado para o seu paciente.  

  1. Escolha a cor 🎨

Como você já deve saber, as cores despertam sensações nas pessoas, por isso, você precisará tomar certos cuidados na escolha da cor do seu consultório médico. Além disso, já podemos observar na publicidade, marketing, moda e afins a influência da psicologia das cores.

A psicologia das cores nada mais é do que o estudo da forma como o nosso cérebro identifica e transforma as cores em sensações, afetando diretamente o comportamento humano. 

O branco é o queridinho dos médicos, mas você sabia que há, nada mais, nada menos, do que 67 tons de branco?! É o que a autora Eva Heller revela no livro “A Psicologia das Cores”.

Portanto, tenha muita atenção ao escolher as cores da sua recepção! 

  1. Priorize a iluminação 💡

Uma dica muito valiosa é cuidar da iluminação do ambiente. Você pode equilibrar entre iluminação quente e fria, aproveitar a iluminação natural do ambiente, controlando a entrada de luz por meio de persianas e cortinas.

O principal objetivo é criar um ambiente agradável tanto para os pacientes quanto para seus acompanhantes. Pensando nisso, evite utilizar somente a luz branca. Desse modo, você pode usar a criatividade sem medo!

  1. Invista na climatização 💨

Não é segredo que, em clínicas e consultórios, é necessário manter o ambiente bem climatizado para evitar a proliferação de fungos e bactérias, como também garantir o funcionamento dos equipamentos.

Mas, quando falamos de recepção de clínicas médicas, a climatização do ambiente torna-se crucial para um  ambiente acolhedor e fresquinho, não é mesmo?

  1. Prefira boas opções de entretenimento 📺

Nesta etapa, você pode usar a sua criatividade! Desde revistas, jornais, livros, programas de TV, tudo é válido para entreter seu paciente. 

Vale lembrar que, conhecendo bem o seu paciente, fica mais fácil escolher a revista correta, o programa de TV mais adequado e por aí vai! 

Se for uma clínica pediátrica, oferecer um espaço recreativo, com brinquedos, jogos e revistas para colorir, é uma ótima ideia! 

  1. Treine a sua equipe 🧍

Investir na capacitação da sua equipe é essencial para garantir uma boa experiência do paciente na sua clínica, focando no atendimento humanizado. Afinal, o seu paciente, muitas das vezes, está passando por uma situação que o deixa fragilizado. 

Sendo assim, o tratamento que a sua equipe oferece aos pacientes, com certeza será um diferencial para eles. Por isso, é essencial que os seus colaboradores estejam alinhados à cultura da sua empresa, oferecendo um atendimento mais humano e acolhedor.  

  1. Digitalize a sua clínica 💻

Uma agenda médica digital facilita, e muito, a rotina da sua recepção. Do mesmo modo que otimiza o tempo gasto com outros processos e organiza a gestão da sua clínica, a tecnologia pode ser utilizada para melhorar a experiência do paciente. 

Alguns softwares médicos já contam com Reconhecimento Facial, sendo muito mais fácil e rápido encontrar o prontuário do paciente com uma webcam conectada a um computador.

Além disso, diminui a utilização do espaço físico, afinal, um software de gestão médica conta com o armazenamento em nuvem e salva todos os seus dados em um único lugar. 

  1. Encante seus pacientes 🙎

Encantar os seus pacientes também te ajuda a passar credibilidade e gera autoridade para o seu negócio. Quer se tornar referência no seu mercado de atuação? Comece encantando e engajando os seus pacientes!

Use a tecnologia a seu favor para encantar e fidelizar os seus pacientes. Lembre-se sempre da possibilidade de ter a sua confirmação de consultas via WhatsApp, o prontuário médico eletrônico e o e-mail para disparar mensagens e criar um relacionamento duradouro. 

 

 

 

Gostou do nosso conteúdo? Separei alguns temas para te ajudar a organizar a recepção da sua clínica! Vem conferir! 😄

 

  1. Vantagens de usar o prontuário eletrônico

  2. O que é medicina integrativa e qual a importância para a sua clínica?

  3. Como melhorar o relacionamento com os pacientes?

  4. Como ter pacientes satisfeitos em clínicas?

Perguntas frequentes:

Como organizar a recepção de uma clínica médica?

Mantenha a sua recepção organizada, com uma boa disposição dos móveis, de modo que ofereça conforto e bem-estar para o seu paciente. Lembre-se de que também é preciso escolher as cores e climatizar o ambiente.

Como melhorar a recepção de uma clínica?

O primeiro contato do paciente com a sua clínica será através da recepcionista. Por isso, você deve investir no treinamento e desenvolvimento dos seus colaboradores, a fim de que todo o time esteja alinhado com o modelo de atendimento que a sua clínica oferece.

Como deve ser mantido o ambiente da recepção?

Você deve priorizar pela organização do ambiente. Por meio de ações simples e fáceis de aplicar, você consegue alcançar tanto os seus pacientes quanto os acompanhantes, fazendo com que eles se sintam mais confortáveis e acolhidos na sua clínica médica!

Categorias
Marketing Médico

8 dicas para boas práticas nas redes sociais para médicos

As redes sociais são responsáveis por unir pessoas com interesses e gostos em comum, para compartilhar ideias e experiências. Com a alta competitividade no mercado, ter uma presença online que gere engajamento, posicionamento e autoridade na sua área é uma excelente alternativa para se destacar e sair na frente da concorrência. 

As redes sociais são uma ótima estratégia para reduzir os buracos na agenda médica! Quer saber como aumentar os atendimentos na sua clínica? Fique com a gente!

Você deve estar se perguntando se realmente é indispensável investir na sua presença online através das redes sociais, com o intuito de divulgar o seu consultório: e a resposta é sim!

A princípio pode parecer difícil e complicado, afinal, o ambiente virtual ainda pode ser uma novidade para muitos. Mas, não se preocupe! Com as estratégias corretas, é possível atrair mais pacientes usando as redes sociais. 

Com a alta competitividade no mercado, ter uma presença online que gere engajamento, posicionamento e autoridade na sua área de atuação é uma excelente alternativa para se destacar e sair na frente da concorrência.

Quer aprender de uma vez por todas as melhores práticas de redes sociais para médicos? Continue a leitura e descubra!

O que são as redes sociais?

As redes sociais permitem a troca de informações e ideias entre pessoas que compartilham dos mesmos interesses. Logo, é muito difícil não encontrar pessoas que passam bastante tempo online.

Os dados não mentem! Atualmente, há mais de 2,7 bilhões de usuários ativos nas redes sociais. No Brasil, o número chega a 22 milhões!

Quando pensamos em redes sociais, logo vem a nossa mente o Facebook, já que a rede social é a mais popular no mundo inteiro, com 2,6 bilhões de usuários ativos. 

 

Além disso, as redes sociais revolucionaram a forma como os consumidores e as empresas se comunicam. Desse modo, essas plataformas criaram um meio de interação entre marcas e público, por meio da divulgação de produtos e serviços.

Quais são as principais redes sociais para médicos?

Antes de qualquer coisa, você já deve conhecer algumas dessas redes sociais e a importância de criar um perfil em cada uma delas. Você se lembra da premissa de que “quem não é visto não é lembrado”?

Rede social de relacionamento

Nem todas as redes sociais mantêm o foco no relacionamento. Por outro lado, algumas são focadas em nichos específicos, mas, sem dúvidas, o Facebook, desde o  seu início, tem como objetivo conectar pessoas.

Assim como no Instagram, as pessoas interagem entre si, compartilham fotos, vídeos e experiências. Neste ponto, é preciso manter a atenção! Saber o que estão falando sobre o seu negócio é a melhor forma de solucionar os problemas, garantindo a satisfação dos pacientes.

Rede sociais profissionais

Essas são aquelas em que os usuários buscam fazer networking, divulgar projetos profissionais e fortalecer a sua marca pessoal. 

O LinkedIn é a rede social profissional mais utilizada no mundo, com mais de 675 milhões de usuários. De outro modo, existem outras redes com esse mesmo objetivo como Bebee e Viadeo. 

 

Neste caso, você pode criar tanto um perfil pessoal, com suas informações acadêmicas e experiências profissionais, como também criar uma página para a sua clínica. 

Redes sociais de entretenimento

As redes sociais de entretenimento são muito utilizadas para consumir conteúdo na internet. Hoje, tudo o que você precisar dá para encontrar no Youtube. Isso vai desde receitas para o almoço de domingo até um tratamento alternativo para dormir melhor. 

Você sabia que o Youtube é o segundo maior mecanismo de buscas do mundo? Só perde para o Google. 

A maior plataforma de vídeos do mundo pode ser uma ótima estratégia para divulgar o seu negócio. Já pensou em gravar vídeos com dicas de saúde e bem-estar e compartilhá-los com seus pacientes?

 

Falando nisso, você já sabe o que é preciso para fazer a sua clínica aparecer no maior mecanismo de buscas do mundo, o Google? Você precisa dar uma atenção especial a esta estratégia para conquistar mais pacientes! 

Publicidade médica: o que é permitido?

Antes de mais nada, a prática de publicidade médica é totalmente permitida pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) por meio da resolução 1.974/11, reiterado pelo o Manual de Ética Médica lançado pelo CODAME (Comissão de Divulgação de Assuntos Médicos do Cremeb).

É necessário, entretanto, se atentar a alguns itens que são indispensáveis, de acordo com o Manual de Ética Médica, para que você possa divulgar o seu trabalho nas redes sociais:

  1. Nome do profissional;

  2. Especialidade e/ou a sua área de atuação previamente registrada com o Conselho Regional de Medicina;

  3. O seu número de inscrição no Conselho Federal de Medicina;

  4. Se você tiver um número de registro de qualificação de especialista (RQE) precisa colocar também!

 

Desse modo, toda vez que você postar uma foto ou gravar um vídeo, seus dados profissionais precisam constar na postagem, para garantir a segurança e legalidade das informações ali veiculadas. 

5 dicas para médicos nas redes sociais

  1. Planeje o que publicar, sempre mantendo a ética médica: é uma ótima forma de diversificar os canais de comunicação e fidelizar os seus pacientes. 

  2. Cuide da sua reputação: compartilhar conteúdos em posts que vinculam imagens dos seus pacientes fere o código de ética médica. Sendo assim, não permita que seu nome seja vinculado a esse tipo de conteúdo e/ou materiais sem comprovação científica. 

  3. Evite a superexposição: lembre-se que, mais do que atrair pacientes com publicidade, você deve priorizar a promoção à saúde, bem-estar e o cuidado dos seus pacientes. 

  4. Preserve a imagem dos seus pacientes: afinal, os dados compartilhados em consultório são sigilosos, portanto, não os divulgue em posts nas redes sociais. Evite, a todo custo, vincular a imagem dos seus pacientes a sua publicidade médica, como aqueles famosos “antes e depois”.

Cuide da sua imagem: em hipótese alguma, garanta, prometa ou insinue resultados positivos de tratamentos, com afirmações duvidosas sobre a eficácia de determinado tratamento.

Perguntas frequentes:

Quais são as redes sociais mais usadas no Brasil?

O Youtube assumiu o posto de rede social mais utilizada no Brasil, com mais de 95% de brasileiros conectados na maior plataforma de vídeos do mundo. O Facebook ocupa a 2ª posição, com 2,2 bilhões de contas ativas no mundo inteiro.

Quais são os tipos de redes sociais?

Os principais tipos de redes sociais são as redes de relacionamento, como o Facebook e o Instagram, de entretenimento, como o Youtube e Pinterest, e profissionais, como o LinkedIn.

Quais os limites da publicidade médica?

É necessário, entretanto, se atentar a alguns itens que são indispensáveis, de acordo com o Manual de Ética Médica, para que você possa divulgar o seu trabalho nas redes sociais. Sendo assim, a resolução 1.974/11 explica quais são os limites da publicidade médica.

Categorias
Tecnologia para clínicas

Inteligência artificial na medicina: saiba como revolucionar o atendimento da sua clínica!

A inteligência artificial na medicina (ou simplesmente AI) traz inúmeros benefícios para a melhoria da qualidade de vida e bem-estar dos pacientes. As principais aplicações revolucionam a rotina médica de clínicas e o cuidado personalizado para cada paciente. A inteligência artificial aplicada na medicina já é uma realidade! Quer entender como utilizá-la para melhorar o atendimento aos pacientes? Continue com a gente!

A inteligência artificial (AI) veio para mudar a forma como o médico se relaciona com os seus pacientes. De certo modo, a chegada da AI na área da saúde trouxe incontáveis benefícios, entre eles estão o auxílio no diagnóstico de doenças e a precisão no tratamento. 

Em poucas palavras, a Inteligência Artificial é um campo de estudo da Ciência da Computação que visa criar dispositivos capazes de reproduzir a capacidade humana de pensar e resolver problemas. 

Além disso, vale ressaltar a contribuição da inteligência artificial para a medicina diagnóstica. Desse modo, o seu uso em exames radiológicos pode ser mais preciso do que o diagnóstico de um médico, pois a AI compara diversos exames anteriores num grande Banco de Dados

Como você já deve ter uma ideia, a tecnologia popularizou cada vez mais o acesso à saúde, com a ajuda da telemedicina, da emissão de laudos online e até mesmo com a receita médica digital, hoje, o médico pode alcançar pacientes até nas regiões mais remotas do país.

Não seria diferente com a Inteligência Artificial (AI), já que promover o acesso à saúde, melhor qualidade de vida e  bem-estar para os seus pacientes sempre foi o seu objetivo, não é mesmo?

Logo de início, todos esses conceitos podem assustar, mas, não se desespere! Neste post você entenderá tudinho sobre a aplicação de Inteligência Artificial na Medicina!

 

Quer saber como revolucionar a experiência do seu paciente oferecendo um atendimento, além de eficiente, mais humano? Continue a leitura e descubra como transformar o atendimento em sua clínica ou consultório médico!

Como a inteligência artificial pode ajudar na medicina?

A importância da Inteligência Artificial para a medicina não se resume apenas à utilização de máquinas para prevenir, diagnosticar e tratar doenças. Não se engane! A parceria entre medicina e tecnologia tem rendido bons frutos. 

Essa tecnologia auxilia o médico na tomada de decisão, pois é capaz de armazenar e processar dados com muita rapidez, além de buscar as melhores condutas terapêuticas numa vasta bibliografia.   

Assim, para a biomedicina, a inteligência artificial aplicada à medicina possibilita o diagnóstico precoce da Doença de Alzheimer (DA) usando análise de redes cerebrais. Ou seja, informações fornecidas por dados de exames radiológicos podem detectar alterações no tecido cerebral em fases iniciais da DA. 

E não é só isso, veja que incrível saber de antemão os níveis de glicose no sangue usando sensores vestíveis! Pesquisadores da NIBIB mostram que, com a AI, é possível controlar o nível de glicose no sangue utilizando o aprendizado de máquina, em inglês, Machine Learning com a tecnologia wearables.

 

Falando nisso, a AI tem a capacidade de analisar dados, auxiliar o médico no diagnóstico correto e a sugerir a melhor conduta terapêutica para o paciente. Isso porque a máquina consegue acessar uma infinita quantidade de informações em diversas bibliografias!

Benefícios da Inteligência Artificial (AI) na medicina:

Segundo o NIBIB (National Institute of Biomedical Imaging and Bioengineering), as aplicações da Inteligência Artificial na Medicina para aperfeiçoamento do atendimento médico são:

  1. Radiologia: a capacidade da AI de analisar dados e imagens ajuda a detectar pequenas mudanças que, muitas das vezes, podem passar despercebidas pelo médico. 

  2. Imagem: a AI também ajuda a visualizar como um paciente ficará após uma cirurgia de fenda palatina, por exemplo. 

  3. Telessaúde: com a ajuda de alguns dispositivos médicos, é possível monitorar o paciente e prever quaisquer alterações fisiológicas como, por exemplo, uma crise de asma. 

  4. Cuidado Clínico: um dos principais focos da AI é o apoio à decisão médica. Ou seja, ajudar o médico a chegar a melhor conduta terapêutica com base em análise de dados de saúde e histórico médico.

E, não para por aí! 🐱💻

 

Dica do post: Como a tecnologia aplicada à saúde já é uma realidade, que tal ficar por dentro de todas as ferramentas tecnológicas e implementá-las na sua clínica médica? Clique aqui e baixe o e-book sobre Novas Tecnologias Aplicadas às Clínicas! 🌟

Principais áreas da Inteligência Artificial na medicina:

O princípio da Inteligência Artificial possibilita a máquinas, ou seja, sistemas de computadores, o aprendizado de tarefas do cotidiano de clínicas e consultórios, como a medicina diagnóstica. 

Com esse aprendizado, os sistemas não precisam mais que os humanos insiram os dados, já que tais sistemas automatizados fazem isso por si só. Do mesmo modo que, há alguns anos, as máquinas aprendiam a jogar xadrez e jogo de damas, hoje, com os avanços tecnológicos, esse cenário se revolucionou. 

Conheça agora as principais áreas de atuação da AI na medicina:

  1. Machine Learning, ou aprendizado de máquina:

O Aprendizado de Máquina já é bem conhecido por todos nós, afinal, as redes sociais são um belo exemplo do trabalho dos algoritmos. Para a saúde, consiste em um algoritmo de computador que foi desenvolvido para analisar dados e, a partir desses dados, realizar previsões.  

  1. Neural Networks, ou redes neurais:

As Redes Neurais são sistemas da computação que, através de nós interconectados, se assemelham aos neurônios do cérebro humano. Ou seja, por meio de neurônios “artificiais”, os sistemas imitam os sistemas nervosos biológicos.

Sendo assim, as redes neurais artificiais são usadas com eficácia para reconhecer e prever padrões de sinais neurais envolvidos na função cerebral.

  1. Deep Learning, ou aprendizado profundo:

O Deep Learning é capaz de aprender a partir de grandes quantidades de dados complexos e não estruturados. Ao mesmo tempo que está presente em assistentes virtuais controlados por voz, podemos observar o seu uso até em veículos que não precisam de motorista, isso não é incrível?!

O que esperar da Inteligência Artificial na medicina?

As principais vantagens no uso desta tecnologia na medicina impactam diretamente a qualidade de vida e bem-estar dos pacientes. Isso significa que novos rumos serão tomados daqui para frente com o foco em melhorar a vida dos pacientes!

Além disso, a AI é tão benéfica para a clínica quanto para o paciente. Afinal, auxilia na gestão médica, oferecendo melhores decisões diagnósticas e de negócios, como também no tratamento individual de cada um. 

 

Gostou do nosso conteúdo? Se você quer saber mais sobre tecnologia na saúde não deixe de conferir os temas que separei especialmente para você! Vem ver!

 

  1. Dados digitais em clínicas: como garantir a segurança de dados médicos?

  2. Saúde Digital no Brasil: fique por dentro desta estratégia!

  3. Receita Digital: descubra como usar a prescrição online seguindo as normas do CFM;

  4. Prescrição médica digital: vá além do consultório!

Perguntas frequentes:

O que é Inteligência Artificial na medicina?

A Inteligência Artificial é um campo de estudo da Ciência da Computação que visa criar dispositivos aptos a reproduzir a capacidade humana de pensar e resolver problemas. Na medicina, auxilia o médico na prevenção, no diagnóstico e no tratamento de doenças.

Quais são os benefícios da Inteligência Artificial na medicina?

A Inteligência Artificial na medicina visa facilitar o cotidiano de clínicas e consultórios oferecendo inovação e eficiência nos processos mais complexos na vida de um médico. Um exemplo é o uso de sistemas para analisar imagens com o intuito de prevenir doenças.

Quais as aplicações da Inteligência Artificial na medicina?

A Inteligência Artificial (AI) popularizou cada vez mais o acesso à saúde, com a ajuda da telemedicina, da emissão de laudos online e até com a receita médica digital, hoje, o médico pode alcançar pacientes até nas regiões mais remotas do país.

Categorias
Gestão para clínicas

O que é medicina integrativa e qual a importância para a sua clínica?

A medicina integrativa é uma prática médica que visa ampliar o relacionamento entre médico e paciente. Sendo assim, o paciente assume o protagonismo da própria saúde, ou seja, ao invés de receber o tratamento passivamente, comporta-se como agente de sua saúde, sendo essa, também, responsabilidade individual do paciente. 

A medicina integrativa reforça a importância na relação médico-paciente. Quer entender a importância da medicina integrada para a sua clínica? Continue a leitura e fique por dentro!

Com a inovação e o surgimento de abordagens alternativas cada vez mais presente no dia a dia de clínicas médicas, a medicina integrativa torna-se responsável por integrar humanização, acolhimento e respeito à relação paciente e médico.

Segundo o Conselho Federal de Medicina (CFM), a medicina integrativa, resumidamente, consiste em “tratamentos convencionais e terapias complementares cuja segurança e eficácia tenham sido cientificamente provadas”.

Como você já deve saber, é comum ter pessoas mais dispostas a buscar métodos alternativos para cuidar da própria saúde. Isso significa que, além do foco na prevenção de doenças, a medicina integrativa contribui para uma conduta terapêutica ainda mais eficaz. 

Sem contar na possibilidade de alcançar os melhores resultados, afinal, a medicina integrada não beneficia apenas o paciente, como a clínica em um todo, desde o médico em consultório até o financeiro da sua empresa. 

Ficou com vontade de saber mais sobre a medicina integrativa e como ela pode ajudar a melhorar os resultados na sua clínica?

Continue a leitura e implemente a medicina integrada no seu negócio ainda hoje!

O que é medicina integrativa?

É uma prática médica que visa ampliar o relacionamento entre médico e paciente. Em poucas palavras, é responsável por melhorar a relação do médico com o paciente, colocando-o no protagonismo da própria saúde, integrando todos os seus aspectos: físicos, mentais e emocionais

Se você já ouviu falar que alguns problemas psicológicos podem causar doenças físicas, sabe que o contrário pode acontecer também, não é mesmo? Ou seja, doenças como a depressão são responsáveis por causar também problemas biológicos nos pacientes.

Por outro lado, pesquisas apontam que a depressão está presente em 29% dos pacientes diagnosticados com câncer. Dessa forma, pacientes diagnosticados com câncer, por exemplo, chegam a desenvolver, também, problemas de saúde mental.

Isso mostra o quanto a medicina integrativa é importante para cuidar de forma integrada de cada paciente. Ainda mais, focado no paciente como um todo e cuidando de todas as áreas, sejam elas físicas, mentais e emocionais.

E como a medicina integrada está inserida neste contexto? De forma simples, a medicina integrativa juntamente com a medicina tradicional oferece ao paciente algumas soluções como:

  • Sessões de meditação;
  • Técnicas de respiração;
  • Atenção plena;
  • Medicamentos fitoterápicos.

     

Além disso, demonstrar o quanto o paciente é importante contribui, e muito, para o processo de cura.

Como funciona a medicina integrativa?

Como já foi dito, o princípio da medicina integrativa é focar no paciente como um todo e não apenas no problema em si e nas condutas terapêuticas. Isso significa que, com essa estratégia, é possível abranger todas as necessidades dos pacientes. 

Para Carissa F. Etienne, Diretora Regional para as Américas da OMS, informou que médicos dos Estados Unidos e Canadá já podem ser board-certified, ou seja, um diploma que comprova a experiência na especialidade de medicina integrativa. 

Já no Brasil e em outros países da América do Sul, a importância da medicina integrativa já é uma realidade, sendo, então, implementada entre as equipes de saúde. 

Antes de tudo, a medicina integrativa funciona de maneira simplificada e pode ser facilmente aplicada à rotina da sua clínica médica. Do mesmo modo que o acolhimento ao paciente se torna ainda mais humanizado, coloca o indivíduo como participante ativo durante todo o processo de tratamento. 

Em síntese, é importante incentivar o paciente a ser ativo em seu processo de cura, além de respeitar crenças e religiões que o indivíduo traz consigo, não se esquecendo de que as concepções individuais não podem interferir na conduta terapêutica. 

Veja a seguir o passo a passo para implementar a medicina integrativa na sua clínica! 

1. Aromaterapia

A aromaterapia é uma conduta terapêutica que utiliza 100% de óleos essenciais puros para cuidar do bem-estar do paciente, com ênfase na harmonia tanto mental quanto física do paciente. 

Logo, a utilização da aromaterapia para tratamento de ansiedade, por exemplo, já é uma prática bem comum. Assim, seus benefícios são percebidos logo quando o paciente inala os princípios ativos presentes nos óleos.

2. Fitoterapia

Os medicamentos fitoterápicos possuem, em sua composição, um conjunto de princípios ativos que são obtidos por meio de partes de determinadas plantas, como raízes e folhas, por exemplo. 

Além disso, vale ressaltar que para usar esse tipo de medicamento é necessário ter bastante atenção e só utilizar medicamentos comprovados cientificamente! Para que, no fim, o paciente tenha uma melhora significativa com o seu tratamento.

3. Homeopatia

Não é novidade que a homeopatia é conhecida na prática médica há mais de 200 anos. Em suma, é baseada em uma prática milenar – Lei dos Semelhantes – criada por Samuel Hahnemann em 1796. 

A homeopatia é uma prática terapêutica que tem como foco o paciente, e não a doença. Sendo assim, em seu uso, são ministradas doses mínimas de medicamentos homeopáticos para evitar intoxicações, por exemplo. 

4. Acupuntura

Você tem ideia dos benefícios da Acupuntura? Essa prática milenar chinesa também é utilizada na medicina integrativa. Assim, a acupuntura estimula os pontos do corpo ao longo dos meridianos, de acordo com cada doença.

Como a medicina integrativa humaniza o atendimento médico?

A humanização do atendimento visa estreitar ainda mais o relacionamento entre médico e paciente, ou seja, valoriza o olho no olho e a conversa amigável, a fim de enxergar o paciente bem além da doença. 

Antes de qualquer coisa, um dos principais pilares da medicina integrativa é o fortalecimento da relação paciente-médico.  

Quais são os benefícios da medicina integrativa?

  1. Amplia o relacionamento com pacientes: mantém o foco no paciente de forma individualizada;
  2. Melhora a qualidade de vida do paciente: oferece as melhores condutas terapêuticas para oferecer mais qualidade e eficiência no tratamento.
  3. Redução de custos medicamentosos: de longe, esse é o benefício mais interessante, não é mesmo? Tanto para a clínica quanto para o paciente. Afinal, com a medicina alternativa reduz-se o uso de medicamentos durante o tratamento. 
  4. Prevenção de doenças: A medicina integrativa é, também, uma grande aliada na prevenção de doenças. Assim como a medicina preditiva, que visa a prevenção antes que o paciente desenvolva algum problema, a medicina integrada, por focar no paciente em todos os âmbitos, cumpre esse papel.

Gostou do nosso conteúdo? Separei mais alguns temas que vão te ajudar a melhorar ainda mais o seu relacionamento com os seus pacientes.

 

Perguntas frequentes:

Medicina integrativa: o que é?

A medicina integrativa é uma prática médica que visa ampliar o relacionamento entre médico e paciente. Em poucas palavras, é responsável por melhorar a relação do médico com o paciente.

Qual a importância da medicina integrativa?

O princípio da medicina integrativa é focar no paciente como um todo e não apenas no problema em si. Isso significa que sua importância abrange todas as necessidades dos pacientes.

Quais são os benefícios da medicina integrativa?

Um dos principais benefícios da medicina integrativa é o acolhimento humanizado dos pacientes.

Categorias
Notícias

Dia do Médico: conheça 5 médicos que revolucionaram a medicina brasileira!

Em 18 de outubro é comemorado o Dia do Médico no Brasil. De origem cristã, a data foi escolhida em homenagem a São Lucas, discípulo considerado patrono dos médicos por também ter exercido a medicina. Para homenagear esses importantes profissionais, listei os 5 médicos que revolucionaram a medicina no Brasil.  

Em homenagem ao Dia do Médico, conheça alguns médicos brasileiros que revolucionaram a forma de cuidar dos seus pacientes. Confira!

Como você sabe, no dia 18 de outubro é comemorado o Dia do Médico no Brasil. Para homenagear esses importantes profissionais, listei os 5 médicos que revolucionaram a medicina no Brasil. 

Antes de tudo, você tem ideia do porquê comemoramos o dia do médico nesta data? 

De origem cristã, a data foi escolhida em homenagem a São Lucas, discípulo considerado patrono dos médicos por também ter exercido a medicina.

Não existem informações exatas de como se iniciou a comemoração. Entretanto, sabe-se que São Lucas é considerado padroeiro dos médicos desde o século XV e teria estudado medicina na Antioquia, região onde atualmente se encontra a Turquia e onde o santo nasceu justamente no dia 18 de outubro.  

Outros países com base cristã que também celebram o Dia do Médico na mesma data são:  Itália, Portugal, França e Espanha. 

Em síntese, a data é especial e não podemos deixar de parabenizar esses profissionais que estão na linha de frente, sempre buscando inovações e soluções que melhorem a qualidade de vida da população brasileira. 

Se você ainda não sabe o que fazer para o seu médico nesse dia, continue a leitura e siga as nossas dicas para surpreender os profissionais de saúde. Vem conferir!

O que fazer para o seu médico nesta data especial?

Você deve estar se perguntando o que dar de presente no dia do médico e, por mais que pareça ser simples, expressar-se, seja através de um presente, um cartão ou uma mensagem, pode ser mais difícil do que parece! 

Por isso, para te ajudar a homenagear o seu médico em seu dia especial, separei uma lista de materiais gratuitos para presentear essa figura tão importante na vida de muitas pessoas! Acesse aqui e compartilhe com o seu médico!

A seguir, há um exemplo de mensagem que você pode compartilhar com os médicos!

Exemplo:

“Olá, Dr. ou Dra. 

Neste dia tão especial quero mostrar o meu agradecimento por todo o seu trabalho e dedicação para oferecer o melhor para os seus pacientes. 

A medicina é uma profissão tão nobre, principalmente por ter como principal matéria-prima a vida. E você cuida de vidas de uma forma linda. 

Muito obrigado!”.


Os médicos e médicas brasileiros que se destacaram na medicina

Da mesma forma que praticamente em qualquer profissão, na medicina também existem aqueles profissionais que se tornam referência para quem está iniciando. Aqui estão 5 médicos brasileiros que mudaram os rumos da medicina no Brasil.

1. José Osmar Medina

Criador do Hospital do Rim, o maior centro de transplantes do mundo, José Osmar Medina iniciou a sua carreira na medicina em 1974, recebendo o prêmio de Harvard em novembro de 2002 das mãos de Joseph Murray, nobel de medicina em 1990. 

O Hospital do Rim é referência mundial e realiza, em média, 1.000 transplantes por ano. Um dado muito importante é que 90% dos transplantes são custeados pelo SUS e o restante por convênios, sendo assim, não há transplantes particulares.   

2. José Eduardo Souza

José Eduardo Souza é um médico cardiologista maranhense que revolucionou a cardiologia brasileira na década de 90, ao realizar o primeiro cateterismo no Brasil. O médico cardiologista tornou-se destaque ao realizar procedimentos não invasivos, revolucionando as cirurgias cardíacas. 

Além disso, é criador do stent, que é uma pequena prótese colocada no interior de uma artéria para evitar obstruções nos vasos sanguíneos, sendo o primeiro médico a usá-lo em humanos

José Eduardo recebeu uma homenagem e um prêmio durante um jantar para Annual Pulse of the City Gala, em Nova York (EUA).

3. Angelita Habr-Gama

Um dos nomes mais importantes para a cirurgia brasileira é o nome de Angelita Habr-Gama. A médica descendente de libaneses destacou-se na área médica por ser a primeira mulher a se formar como cirurgiã na Universidade de São Paulo. 

Desse modo, Angelita se dedicou a pesquisas acadêmicas, atuando em frentes de pesquisas relacionadas à gastroenterologia, à coloproctologia e à cirurgia digestiva. Além disso, foi fundadora da Associação Brasileira de Prevenção do Câncer de Intestino (ABRAPRECI). 

Sem contar que Angelita é a primeira mulher latino-americana a fazer parte do grupo European Surgical Association.

4. Adriana de Oliveira Melo

Adriana Melo é uma médica obstetra especializada em saúde materno-infantil e foi a primeira médica a descobrir a relação do vírus zika com a má formação cerebral de fetos de gestantes acometidas, esse episódio ficou conhecido como microcefalia

As contribuições de Adriana para a medicina brasileira comprovaram que mulheres gestantes contaminadas pelo vírus da zika no primeiro trimestre de gravidez geravam bebês com microcefalia. 

Com esse indício, estudos da Fundação Oswaldo Cruz comprovaram a presença do vírus zika no líquido amniótico de duas gestantes. A descoberta foi publicada em artigo científico Zika virus intrauterine infection causes fetal brain abnormality and microcephaly: tip of the iceberg? no ano de 2016.

5. José Pedro da Silva

José Pedro da Silva foi responsável por modificar a forma de realizar cirurgias cardíacas em crianças. Acima de tudo, ele tornou-se especialista na cirurgia de Epstein, que corrige uma má-formação que impede o sangue de circular dos dois lados do coração. 

Antes de qualquer coisa, a sua técnica é um cone feito com a própria pele do paciente, através desse cone feito com o tecido do paciente, é possível que o sangue volte a percorrer o seu caminho natural. 

Antes, o paciente precisaria passar por cirurgias a cada 10 anos, agora, com a descoberta de José Pedro da Silva, obtendo sucesso no procedimento, o paciente nunca mais vai precisar de cirurgias. 

Sendo assim, as suas descobertas foram publicadas no Journal of Thoracic and Cardiovascular Surgery, em 2007, e médicos do Japão e da Inglaterra mostraram-se interessados em aprender com ele, projetando as pesquisas do brasileiro no mundo todo. 

Perguntas frequentes:

Quando se comemora o Dia do Médico?

O Dia do Médico é comemorado no dia 18 de outubro, o mesmo dia em que é comemorado o dia de São Lucas, considerado o padroeiro dos médicos.

Por que o dia 18 de outubro é o Dia do Médico?

No Brasil, a origem da data é de origem cristã, pois, para a Igreja Católica, o dia 18 de outubro é o dia de São Lucas, sendo esse considerado padroeiro dos médicos.

Como homenagear um médico?

Você pode optar por se expressar, seja através de um presente, um cartão ou uma mensagem. Caso haja uma verba maior, pode investir em uma comemoração maior, incluindo anúncios, publicidade etc.

Categorias
Gestão para clínicas

O que é atendimento humanizado e como implementar na sua clínica?

O atendimento humanizado engloba todo o processo de cuidado e atenção ao paciente, de modo que ele se sinta acolhido e crie uma conexão com o seu negócio. Sendo assim, é necessário que o paciente seja visto como uma pessoa individualizada, ou seja, um indivíduo com necessidades e cuidados diferentes.

O atendimento humanizado é crucial para fidelizar os seus pacientes!
Quer entender como aplicar essa estratégia na sua clínica ou consultório? Continue a leitura e saiba mais!

Muito comum no ambiente hospitalar, o foco no atendimento humanizado tornou-se muito mais presente em clínicas e consultórios, visto que a humanização no atendimento não se limita apenas no cuidado e bem-estar dos pacientes, sendo uma estratégia muito benéfica ao seu negócio. 

Desse modo, a humanização está ligada à capacidade organizacional da sua clínica em entender as necessidades individuais de seus pacientes, ou seja, a humanização do atendimento nada mais é do que fundamentar as suas atitudes, enquanto profissional da saúde, em respeito e acolhimento, valorizando cada ser humano como um ser único. 

De acordo com a PNH (Política Nacional de Humanização), criada nos anos 2000 pelo Ministério da Saúde, um dos principais objetivos é o de “garantir os direitos dos usuários”. Isso significa que é necessário criar uma maneira de entregar um atendimento que garanta resolver as questões trazidas pelo paciente.

Por isso, um dos pilares do atendimento humanizado é acolhimento. Acima de tudo, cuidar de pessoas vai muito além da relação distante que muito se vê em consultórios. Quando o paciente se sente acolhido, a probabilidade de que ele retorne mais vezes é enorme!

Mas se a curiosidade em descobrir como aplicar essa estratégia na sua clínica não pode esperar, continue a leitura e entenda quais são os benefícios da humanização do atendimento em clínicas médicas!

O que é atendimento humanizado na saúde?

Resumidamente, o atendimento humanizado na saúde consiste em práticas e estratégias com o objetivo de melhorar a interação entre médico e paciente. Por outro lado, o que parece complicado à primeira vista torna-se parte da rotina da sua clínica sem complicações! 

Além disso, o atendimento humanizado coopera para que o tratamento seja mais eficaz, mostrando ao paciente que há uma preocupação com o seu bem-estar. Logo, não basta apenas focar no diagnóstico e tratamento, pense no que você pode fazer além do que já fez.

Isso significa que, como o paciente está em um momento da sua vida que requer mais cuidados, mostre o quanto ele é importante. Por fim, esse tipo de atitude é fundamental para estreitar o relacionamento entre médico e paciente

O atendimento humanizado é responsável por juntar a ética médica com o conhecimento técnico, em parceria, para oferecer sempre o melhor para o paciente. Como resultado, temos a construção de um relacionamento médico-paciente pautado no respeito e confiança.

Qual a importância do atendimento humanizado?

Quando pensamos no bem-estar do paciente fica clara a importância de um atendimento médico mais humano, que seja marcado pela ética médica. A partir do momento que esse atendimento é efetivamente focado na real necessidade dos usuários, é possível até mesmo antecipar o processo de cura de um paciente.

Sob o mesmo ponto de vista, os pacientes apresentam maior adesão aos procedimentos clínicos graças à humanização no atendimento. Isso se dá, principalmente, pelo tratamento digno e de qualidade ofertado ao indivíduo.

E não se esqueça do apoio psicológico garantido por essa estratégia médica. Afinal, o psicológico do paciente que, durante o tratamento, pode estar abalado e assegurar a sua saúde mental também fazer parte disso.

Como ter um atendimento humanizado?

Apesar disso, como já foi dito anteriormente, um dos pilares da humanização do atendimento é entender o indivíduo além de sua enfermidade. Contudo, como separar as duas coisas e entregar eficiência e qualidade no atendimento oferecido?

Antes de qualquer coisa, a humanização do atendimento consiste na empatia dos médicos e dos colaboradores da clínica com os seus pacientes. E, sim, essa responsabilidade não é somente do médico dentro do consultório, todas as áreas da clínica estão envolvidas.

Portanto, não é segredo que o processo de humanizar o atendimento médico se relaciona com a atenção dada ao paciente desde o primeiro contato dele com a sua clínica até o final do tratamento.

E, durante a jornada, ele passa por todas as partes da sua clínica médica!

Sendo assim, um atendimento humanizado só acontece quando esses pontos estão em pleno funcionamento:

– Acolhimento realizado com empatia, cuidado e atenção;
– Exercício de ouvir e entender o seu paciente, com um olhar detalhado às necessidades humanas;
– Efetividade na comunicação interna da organização, refletindo, também, no paciente;
Sensação de segurança, confiança e credibilidade.

Pode parecer complicado acompanhar a jornada do paciente na sua clínica, mas, com a ajuda da tecnologia, esse processo se torna cada vez mais simplificado. Invista!

📣Dica do post: esse e-book aqui tem ótimas dicas para usar a tecnologia a favor da sua clínica ou consultório!

5 benefícios de um atendimento mais humano:

  1. Cuida da sua marca: a sua clínica ou consultório é a sua marca, sendo assim, quando um paciente sente-se acolhido e cuidado, ele se tornará o maior divulgador da sua clínica!
  2. Aumenta a eficácia do tratamento: a confiança no médico e no tratamento são maiores ao ponto de que o paciente seguirá as recomendações ao pé da letra.
  3. Fideliza e retém pacientes: pacientes satisfeitos sempre retornam para adquirir outros serviços.
  4. Mantém seus valores alinhados à ética médica: mostra que a sua clínica se enquadra no modelo proposto pela PNH;
  5. Traz transparência aos processos: a humanização do atendimento necessita que os processos sejam mais transparentes e alinhados à ética médica.

Gostou do nosso conteúdo? Separei mais algumas dicas para melhorar a experiência do paciente na sua clínica. Vem conferir! 😄

 

new RDStationForms('contatos-via-blog-dd6998ad34375b90dcb2-html', 'UA-54670639-1').createForm();

Perguntas frequentes:

Atendimento humanizado: o que é?

O atendimento humanizado consiste em estratégias que visam a atenção dada ao paciente desde o momento em que ele chega à sua clínica até o final do tratamento baseado na Política Nacional de Humanização (PNH).

O que fazer quando o atendimento é pouco humanizado?

Entender a importância do atendimento humanizado é o primeiro passo para melhorar a experiência do paciente. Invista no treinamento da sua equipe e alinhe os valores da organização com as boas práticas de um atendimento mais humano.

O que é atendimento humanizado na área da saúde?

A humanização no atendimento já está presente em hospitais, mas, há pouco tempo tornou-se necessária também em clínicas e consultórios, pois foca na experiência do paciente, oferecendo cuidado, respeito e acolhimento.

Categorias
Gestão para clínicas

Como fazer um relatório médico em 3 passos!

Para fazer um bom relatório médico, é essencial que conste, além dos dados do paciente, informações do profissional de saúde, como também não deve-se esquecer do nome completo e do código de registro do profissional que elaborou o documento.

Se você já passou pela situação de precisar fazer um relatório médico e não saber por onde começar, continua a leitura, este post foi feito pensando especialmente em você!

Não é novidade que o relatório médico está presente no dia a dia de profissionais da saúde, afinal, é um documento muito solicitado pelos pacientes para obtenção de benefícios sociais.

Documento de extrema importância, pelo fato de ser solicitado em perícias médicas, é essencial que o profissional a preenchê-lo saiba exatamente o que fazer para que a análise do médico perito seja eficiente e ajude o seu paciente.

Antes de qualquer coisa, entender a diferença entre todos os documentos médicos também é importante para o preenchimento correto de um relatório. 

Essa situação pode gerar muitas dúvidas sobre como preencher um relatório médico ou o que é preciso constar no documento. Diante da necessidade de entender a melhor forma de fazer um relatório médico, separei algumas dicas para você!

Neste post, você vai encontrar:

  • Como fazer um relatório médico eficiente;
  • Qual a diferença de um laudo para um relatório;
  • Qual a diferença entre relatório e parecer médico.

Continue a leitura e saiba como fazer o relatório médico eficiente para os seus pacientes. Vamos lá?

 

Como fazer um relatório médico eficiente?

Para todos os tipos de documentos presentes na rotina de um médico, não podemos esquecer do nome completo do profissional que elaborou o documento, como também o código de registro do profissional.

Seguir um exemplo padronizado de relatório pode te ajudar a otimizar o tempo gasto nos atendimentos também, criar um modelo padrão e deixar pré-preenchido em seu computador ou em um software de gestão para clínicas, reduz-se o tempo que seria gasto preenchendo essas informações manualmente.

Para ser efetivo e ajudar o seu paciente, um relatório precisa ser detalhado e constar os seguintes dados:

  • Nome do médico solicitante;
  • Registro do profissional;
  • Nome completo do paciente;
  • Data de nascimento, endereço;
  • Descrição do atendimento médico.

Qual a diferença de um laudo para um relatório?

Você deve estar em dúvidas sobre a utilização de um laudo médico e de um relatório, mas não se preocupe! Os dois documentos são muito utilizados em rotinas médicas, entretanto, não representam a mesma coisa. Quer entender o porquê?

A principal função de um laudo é registrar o resultado de um exame médico, ou seja, quando o paciente realiza um exame, o médico precisa laudar esse exame para que o paciente retorne ao consultório com o resultado em mãos.

No laudo médico é necessário constar as seguintes informações:

  • Nome completo do paciente;
  • Nome e endereço do local onde o exame foi feito;
  • Nome do médico solicitante;
  • Data de realização do exame;
  • Justificativa para a solicitação do procedimento;
  • Conduta e descrição detalhada do exame;
  • Hipótese diagnóstica;
  • Informações adicionais sobre o paciente, como idade, peso, altura, etc.

O relatório é um documento técnico, geralmente utilizado para solicitações de benefícios junto ao INSS. Sendo assim, conforme o código de ética médica, é um direito do paciente solicitá-lo e um dever do médico atendê-lo.

Assim, o relatório é derivado do atendimento médico, desse modo, não representa o diagnóstico em si.

 

Qual a diferença entre relatório e parecer médico?

A principal diferença entre relatório e parecer médico é o peso judicial. Como dito anteriormente, o relatório médico está relacionado com a descrição técnica de um atendimento, portanto, não é usado para fins de diagnóstico.

O parecer médico tem relação judicial, ou seja, é um documento de registro do atendimento médico, mas tem peso jurídico.

Durante a sua rotina médica é possível que se depare com todos esses tipos de documentos, portanto, entender a diferença entre cada um deles pode te ajudar a elaborar um relatório mais efetivo.

 

Veja 3 passos para fazer o seu relatório médico!

  1. Utilize um software de gestão para clínicas: a automação dos processos faz a rotina em clínicas ser mais eficiente e rápida. Então, crie padrões de relatório utilizando um sistema de gestão para clínicas e consultórios!
  2. Padronize um modelo personalizável: o padrão aumenta a assertividade e ainda otimiza o trabalho do médico, portanto, crie modelos de relatório que você possa personalizar, ou seja, trocar o nome, adicionar mais informações, entre outros.
  3. Entenda a diferença entre os documentos médicos: o último passo, mas não menos importante, é entender para que serve um relatório médico e como diferenciá-lo de um atestado, por exemplo. Assim, no momento em que você começar a fazer o seu, as chances de acerto serão ainda maiores.

Gostou do nosso conteúdo? Que tal dar uma olhadinha nos temas que eu separei a seguir 🔥:

  1. 10 dicas para a redução de custo de uma clínica;
  2. 5 dicas para fortalecer o SAC da sua clínica;
  3. Saiba o que é preciso para melhorar reputação da sua clínica.

Perguntas Frequentes:

O que é um relatório médico?

É um documento de extrema importância para o paciente, pois é solicitado em perícias médicas. Consiste em um relato do atendimento médico, mas sem fins de diagnóstico.

Qual a diferença de um laudo para um relatório?

O laudo é responsável por dar um diagnóstico ao paciente, ou seja, o laudo médico é um documento que visa encontrar a melhor conduta terapêutica para o paciente. 

Para que serve o relatório médico?

O relatório médico é um documento exigido para fins periciais. Assim sendo, o paciente pode solicitá-lo ao médico para apresentar em organizações públicas, a fim de solicitar benefícios sociais.