A Importância da gestão

A Importância da gestão

Infelizmente, muitas vezes o negócio na área da saúde acaba não indo bem, e o que mais impressiona é que o culpado, 98% das vezes e a falta de gestão. Aqui na Feegow, lidamos diariamente com diversas realidades diferentes dentro da área médica e dos erros e acertos mais comuns na hora de gerir um consultório ou clínica. Separamos alguns dos maiores vilões do segmento para auxiliar você e outros profissionais da saúde nessa empreitada.

Não levar a gestão financeira à sério

gestao-financeira-da-clinica

O primeiro problema que sempre apontamos é a gestão financeira. Normalmente por estarmos tão preocupados com o atendimento e com a satisfação dos clientes, as contas da clínica ou consultório vão ganhando um lugar em segundo plano, como se elas fossem  menos importante do que todo o resto, porém, essa não é a melhor abordagem, e não importa qual o segmento do seu negócio. Sim negócio.

Mesmo na área médica, seu consultório, ou clínica tem que ser visto como um negócio, com fins lucrativos, uma empresa.

Nós, assim como você, sabemos que lidar com gestão na área da saúde não é fácil. Levantamos diversos dilemas sobre ideologias, papel social da profissão e diversos outros apelos que nos vêm a mente e fazem com que a palavra negócio se distancie da ideia de clinica. Bem, temos que superar isso, a clínica é uma empresa, e como tal deve ter uma gestão bem parecida em vários aspectos, respeitando-se é claro, o papel final do serviço, que não importa a especialização, oferece um papel vital a sociedade e é extremamente dependente de idoneidade e ética profissional.

Quando ouvimos relatos de médicos que nos dizem que não dão muita ênfase ao financeiro, ficamos preocupados mas infelizmente é um relato bem comum. O que normalmente sugerimos é fazer e acompanhar o fluxo de caixa, semanalmente ao menos. Isso facilita o controle das contas da clínica e permite que você tenha uma visão mais clara de onde estão surgindo os gastos.

Outro fator assustador é que, muitas vezes as contas pessoais e do consultório não são separadas. Qualquer administrador teria um “infarto” ao ouvir isso, pois bem ouvimos esses casos quase que todo dia. É muito importante que o consultório tenha sua própria conta e que os pagamentos da clínica sejam feitos com ela, assim como os recebimentos. Pode ser trabalhoso no início, e até um pouquinho assustador para quem está começando, pois os gastos irão ficar MUITO mais evidentes, mas a médio e longo prazo você terá muito mais controle sobre seu faturamento e seus pagamentos.

O terceiro conselho é pensar na possibilidade de adquirir um software de computador especializado em gestão de clínicas. Muitos médicos utilizam programas de gestão de agenda, mas não se atentam que a gestão financeira é quase  tão importante quanto o atendimento. Por isso o Feegow oferece uma gestão completa de ambos os aspectos.

Em breve vamos falar dos outros pecados apitais que costumamos ver e que podem ser fatais para sua clínica.

 

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.